Pesquisar este blog

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Provável sucessora do antipapa propõe tirar todos os símbolos cristãos das igrejas

A bispa bergogliana de Estocolmo com sua marida

Uma das mais fortes candidatas à sucessão de Bergoglio no antipapado vaticano, a bispa lésbica luterana de Estocolmo, Gerd Eva Cecilia Brunne, de que já tratamos aqui, acaba de propor a uma rede de tv estatal sueca que a igreja dos marinheiros de Freeport seja despojada de todos os símbolos cristãos, mas assinale a direção de Meca. Por que isso? Para não ferir a sensibilidade dos visitantes muçulmanos.

Parece piada, mas não é.

O artigo pode ser lido aqui, em italiano, em Corrispondenza Romana.

O grotesco bergoglio-luterano-LGBT não tem fim.

Um comentário: