Pesquisar este blog

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Aleluia: um prelado católico no Sínodo contra a família, Dom Tomasz Peta


Em meio às misericordiosas heresias e ao frufru das elegantes peruquinhas de tantas monsenhoritas que monopolizam o Sinédrio contra a família, eis que se ergue a voz católica de um prelado de verdade. É o que se pode ler em Voice of the Family , a quem o arcebispo deu a autorização para publicar a sua intervenção de três minutos do dia 10:

Disse o Beato Paulo VI em 1972:

"Por alguma brecha o fumo de Satanás entrou no templo de Deus".

Estou convencido de que foram proféticas essas palavras do Santo Padre, autor de "Humanae Vitae". Durante o Sínodo, no ano passado, "o fumo de Satanás" tentou entrar na aula de Paulo VI.

A saber:

1. A proposta de admitir para a Sagrada Comunhão os que estão divorciados e vivem novas uniões civis;
2. A afirmação de que a coabitação é uma união que pode ter em si mesma algum valor;
3. A defesa da homossexualidade como algo supostamente normal


Alguns padres sinodais não entenderam corretamente o convite do papa Francisco a uma discussão aberta e começaram a propor ideias que contradizem a bimilenar Tradição da Igreja , arraigada na Palavra Eterna de Deus. Infelizmente, ainda podemos sentir o cheiro desse "fumo infernal" em alguns artigos do Instrumentum Laboris e também nas intervenções de alguns padres sinodais este ano.

A meu ver, a principal tarefa de um Sínodo consiste em apontar mais uma vez para o Evangelho do matrimônio e da família, ou seja, aos ensinamentos de Nosso Salvador. Não é permitido destruir o fundamento - destruir a pedra.

Ilumine a todos nós o Espírito Santo, que sempre vence na Igreja, na busca do verdadeiro bem para as famílias e para o mundo.

Maria - Mãe da Igreja, rogai por nós!

- Tomasz Peta
Arcebispo de Astana (Cazaquistão)

É bem verdade que ainda se fazem ouvir aqui e ali na mensagem do valente prelado algumas notas em falsete, como quando se refere ao beato Paulo VI ou às incompreendidas boas intenções do antipapa, mas tudo isso se pode atribuir, com boa vontade, aos efeitos do fumaréu bergogliano que empesta a aula sinodal e entope as vias respiratórias do bom arcebispo.

A Igreja precisa hoje mais do que nunca de um líder que lhe devolva a unidade partida desde que Bento XVI cedeu às pressões bergoglianas e teve de se afastar do exercício ativo do ministério petrino.

E é do Cazaquistão que parece vir a voz mais autorizada para reunir o rebanho disperso pela alcateia do rotariano argentino.

Aliás, de Peta a Petra e Petrus a distância não parece ser muito longa.

5 comentários:

  1. O conciliábulo...é terrível!!!....Mesmo.

    Raras exceçoes se vê, nessa alcatéia...nesse..
    SINEDRIO CONTRA A FAMÍLIA!

    ResponderExcluir
  2. Da ÁFRICA também vêm uns...que enxergam
    e nao estao ainda HIPNOTIZADOS ...nem tampouco SUFOCADOS...pela fumaça platina!
    CARDEAL SARAH...e outros africanos que ain
    da tem Juízo e tambem tem gratidao a JESUS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, na África as coisas estão bem melhores que no Ocidente. Mas ninguém foi tão claro como o arcebispo do Cazaquistão. E ele não é exceção por lá: tem também Dom Schneider e Dom Lenga (http://www.christeeleyson.com/2015/02/bispo-duvida-publicamente-da-liberdade.html). Quem diria que para achar católicos em nosso pobre planetinha fosse preciso ir ao Cazaquistão e à África!

      Excluir
  3. Há outros, felizmente:

    Robert Sarah
    http://aleteia.org/2015/10/13/synod-fathers-from-hollywood-to-homosexuality-fantasy-games-to-fundamentalism/

    Sviatoslav Shevchuk
    http://risu.org.ua/en/index/all_news/catholics/vatikan/61312/

    Hlib Lonchyna
    http://risu.org.ua/en/index/all_news/catholics/ugcc/61351/

    Tomash Peta
    https://www.lifesitenews.com/opinion/archbishop-peta-we-can-perceive-the-infernal-smoke-in-synod-interventions

    George Pell + 12 bispos sinodais
    http://www.cruxnow.com/church/2015/10/12/uncertainty-surrounds-cardinals-letter-voicing-doubts-about-the-synod/

    Felizmente há mais prelados a favor da família, mas eu percebo a ironia! Parece que está a aparecer um "lobby" católico no sínodo... Se isto não fosse aterrador e apocalítico, até tinha piada!

    Basto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Basto, Dizia Pascal que há certas coisas que só merecem como resposta a ironia, e foi por isso que escreveu as Provinciais contra os ainda relativamente tímidos precursores de Jorge Bergoglio. Imagine o que não diria dos nossos misericordiosos purpurados de peruquinha!

      Excluir