Pesquisar este blog

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Silêncio e cumplicidade


Útil reflexão do jurista Braz Florentino Henriques de Souza,  teórico do Poder Moderador e voz corajosa em defesa da Igreja durante a Questão Religiosa, a respeito do silêncio diante de questões graves como as de hoje, no caso da heresia bergogliana:

"O silêncio só é permitido até o momento em que pode tornar-se conivência ou cumplicidade; e ele decerto tornar-se-á tal naqueles que, estando no caso de concorrer por qualquer modo, mais ou menos meritoriamente, para que se debele o mal e triunfe o bem comum, deixarem todavia de fazê-lo por motivos egoísticos ou por considerações de mera comodidade pessoal."
(Braz Florentino Henriques de Souza, Do Poder Moderador, Prefácio)

Reflexão especialmente útil aos cardeais, com ou sem peruquinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário