Pesquisar este blog

terça-feira, 14 de julho de 2015

Definitivo: Antipapa elogia o crucifixo blasfematório boliviano e abre as portas a todo tipo de arte sacrílega

Para terminar com a bobajada neoconservadora de sempre, para a qual o bom papa Francisco é invariavelmente enganado pelos malvados que o manipulam, um artigo de Benoît e moi que encerra todas as dúvidas.

1) O antipapa sabia que a cruz sacrílega lhe seria entregue, pois já desde fins de junho um decreto do Senado boliviano o determinara;

2) O papa não se desfez da cruz/foice-e-martelo, mas a levou consigo para o Vaticano: "Para mim, não era uma ofensa. Entreguei à virgem de Copacabana as duas distinções honoríficas que o presidente me deu, mas o Cristo eu o trago comigo."

3) Ele defendeu pessoalmente o objeto sacrílego. Eis aqui as suas palavras:

"Para mim, foi uma surpresa (kkk) e creio que podemos qualificá-lo como um tipo de arte de protesto. Por exemplo, em Buenos Aires, há alguns anos, houve uma exposição de um bom escultor argentino, criativo, que desenhou um Cristo crucificado sobre um bombardeiro que caía, para indicar o cristianismo [!!] aliado ao imperialismo que bombardeia. (...) Em alguns casos, a arte de protesto pode até ser ofensiva. [O padre Espinal, autor da geringonça, morreu] na época em que a TL fazia uma análise marxista da realidade e o jesuíta estava entusiasmado por essa análise."

Ou seja, por essa análise, as portas estão abertas para todo tipo de arte sacrílega. Se o cristianismo (sic) se aliou aos imperialismos, porque impedir que o crucificado seja exposto em garrafas cheias de urina, como recentemente numa exposição organizada e financiada pelo governo francês? Por que não dar patrocínio vaticano a elas? É a pergunta que fica.

Um comentário:

  1. BERGGIE é....FALSO PAPA e não anti-papa!!

    Falso Papa é eleito por uma Falsa Hierarquia...
    e Anti-Papa...é eleito por uma Hierarquia verda
    deira!

    ResponderExcluir