Pesquisar este blog

sábado, 13 de junho de 2015

O antipapa, o inglês e a probidade intelectual



Ao assistir de novo ao vídeo acima, impressionante, em que nosso querido antipapa afirma com todas as letras que não liga a mínima para o dogma (dogma, porém, que para chegar até nós custou a crucificação do Logos divino), depois de desfilar seu total analfabetismo no que se refere à língua inglesa, fico pensando: como é que alguém com um inglês medonho desses, pior do que o de qualquer aluno de segundo mês de qualquer Fisk ou Yazigi da vida, pode ousar escrever uma encíclica sobre um tema como o aquecimento global, assunto cuja enorme bibliografia está, em mais de 90%, disponível só em inglês? E que honestidade intelectual pode ter a pessoa que ousa fazer isso? Que ideia pode ter, não só desse assunto, mas da produção científica em geral?
É vergonhoso. Mais uma vez vergonhoso, como sempre acontece com tudo o que Berggy toca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário