Pesquisar este blog

sábado, 23 de maio de 2015

O Império cresce: casamento gay na Irlanda



A outrora catolicíssima Irlanda, mãe de tantos santos e de tantos mártires da Fé católica em sua milenar história, acaba de capitular ao Império, ao aprovar em plebiscito o casamento gay, com direito a adoção de crianças.

Limito-me a traduzir os mais que pertinentes comentários de um leitor do blog Chiesa e post Concilio (aqui) a respeito:

O plebiscito foi vencido pelos defensores da dissolução moral graças a uma total e totalitária mobilização dos partidos, dos sindicatos, do aparelho mediático inteiro, com uma vil e feroz demonização, não raro ad personam, dos adversários. Estavam na ordem do dia as intimidações, as violências mediáticas, os boicotes contra os defensores do Não. O Irish Times chegou a propor listas de exclusão para os opositores do "casamento" dos homossexuais.
Tudo isso, é claro, como sempre, conduzido pelos lobbies de sempre e pelas centrais político-financeiras mundialistas e anticatólicas.
E a Igreja? Praticamente ausente. Dividida internamente, limitou-se a fracas e envergonhadas tomadas de posição.
Todo o peso da boa batalha caiu sobre os ombros de algumas corajosas organizações católicas conservadoras e tradicionalistas, isoladas, insultadas, difamadas, carentes de recursos contra o violento superpoder político-mediático dos homossexualistas.

Kyrie eleison, Christe eleison, Kyrie eleison.

Nenhum comentário:

Postar um comentário