Pesquisar este blog

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Grandes compositores católicos: Anton Bruckner e Ludwig van Beethoven



Para clarear um pouco o ambiente, um pouco carregado com os nefastos Elvis bergoglianos, com ou sem peruca, a maravilhosa Nona sinfonia de Bruckner, na não menos maravilhosa interpretação de Karajan à frente da também maravilhosa Filarmônica de Viena.

O catolicíssimo Bruckner, de quem dizia Mahler que era metade simplório, metade deus.

O primeiro movimento é de tal força que suporta sem tremer a comparação com o primeiro da Nona de Beethoven, talvez a mais possante peça orquestral já escrita.



Entre Bruckner e Don Elvis existe a mesma distância que entre Leão XIII e Bergoglio ou Dom Braz de Elvis. A diferença entre a verdade e a mentira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário