Pesquisar este blog

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Os bastidores do golpe: como funcionava a máfia bergogliana

Importantíssimo artigo de autoria do vaticanista espanhol Francisco José Fernández de la Cigoña sobre os métodos mafiosos do então arcebispo de Buenos Aires na execução de seus planos para destruir a Igreja (aqui). O artigo é de 2012, portanto anterior à eleição do atual antipapa.

Nele fica claro como agiu Bergoglio para sabotar Dom Livieres, bispo católico de Ciudad del Este, que mais tarde teria o triste fim que sabemos. Tudo no melhor estilo Cosa Nostra, com direito a espiões plantados em posições chaves, calúnias e vazamento de informações. Lembram-se dos Vatiliks que aconteciam na mesma época e infernizaram o final do pontificado de Bento XVI? Que coincidência!

Note-se que o papa do "quem sou eu para julgar" se especializava em falsas acusações de homossexualismo para desmoralizar os adversários. Puro lodo.

Texto fundamental para a arqueologia do modus operandi que levou à renúncia - forçada, portanto inválida - do papa Bento XVI e à eleição - igualmente inválida, por este e outros motivos - do chefe mafioso argentino.

Artigo ainda mais fundamental por ter sido escrito antes do golpe, descrevendo em tempo real como funcionava a máfia.

Como o texto espanhol não mais aparece no blog original (por que será?), reproduzimos abaixo a tradução portuguesa publicada na época pelo site neoconservador brasileiro Fratres in Unum (aqui). O texto original espanhol pode, porém, ser lido ainda neste outro blog que o reproduziu mais tarde (aqui).


A Máfia argentina do cardeal Bergoglio

Andares de Pedacchio no seu território de Paraguai
Cardeal Bergoglio - Expoente da Igreja Liberal na América Latina.
Cardeal Bergoglio - Expoente da Igreja Liberal na América Latina.
Seria bom dar algum exemplo de como o Pe. Pedacchio, oficial da Congregação para os bispos, informa o Cardeal Bergoglio e manipula, segundo suas orientações, informação que é confidencial – além de, é claro, distorcer e criar evidências.
Segundo fontes fidedignas, algumas das mais recentes atividades do cardeal de Buenos Aires e dos seus minutantesna Cúria Romana se concentram sobre um bispo do Paraguai. Recordemos que o Paraguai é precisamente o país do qual se encarrega Pedacchio na Congregação para os Bispos.
Dom Rogelio Livieres - Seu único defeito é ser católico
Dom Rogelio Livieres - Seu único defeito é ser católico
No final do ano de 2008 se produzia uma curiosa filtragem de informação altamente confidencial. Um bispo do Paraguai, Dom Rogelio Livieres, havia entregado ao Papa uma carta pessoal e confidencial durante a visita ad limina em que destacava alguns dos problemas prementes na nomeação dos bispos deste país – um desses bispos acabava de se tornar presidente da República, contra toda a lei canônica e depois se tornou público o que os bispos paraguaios guardavam em segredo: havia tido alguns filhos ‘segundo a carne’, para usar uma expressão das Escrituras.
Esta carta, pessoal e confidencial, foi filtrada pela imprensa do Paraguai para atacar a este bispo que buscava uma melhora nas nomeações episcopais. Com grande prejuízo, é claro, para Mons. Livieres. Ninguém, salvo Livieres, conhecia o texto desta carta no Paraguai. E ele entregou apenas uma cópia ao Papa. Provavelmente foi o mesmo Pedacchio quem, como oficial encarregado do Paraguai na Congr. para os Bispos, ‘filtrou’ esta informação que estava sob segredo pontifício.
Até o momento, é o que nos informaram alguns amigos de Assunção sobre este tema. Contudo, segundo nos informamos desde Argentina e da Santa Sé, a atenção privilegiada do Cardeal Bergoglio sobre este bispo paraguaio não se desgastou com o tempo. Pelo contrário, cresceu.
Padres e seminaristas de Ciudad del Este visitando as ruínas das missões jesuítas no país.
Padres e seminaristas de Ciudad del Este visitando as ruínas das missões jesuítas no país.
Para Bergoglio, do Paraguai, lhe importa sobretudo que não cresçam as vocações sacerdotais para o seminário de Ciudad del Este, que é uma verdadeira bofetada no progressismo reinante que alguns bispos paraguaios e também o mesmo Bergoglio incentivam. O que mais preocupa é que não triunfe a renovação eclesiástica e litúrgica que o Papa promove e que alguns chamam de ‘reforma da reforma’, ou seja, a vida litúrgica da Igreja conforme o estabelecido pelo Concílio Vaticano II, celebrada na dinâmica da ‘hermenêutica da continuidade’. Ele se preocupa com a forma de tantos sacerdotes jovens num contato fluído e habitual com a forma ordinária e extraordinária, algo muito pouco comum na América Latina.
A estratégia geral de Bergoglio seria desacreditar a obra de renovação eclesial encarada por Mons. Livieres, não desde a doutrina ou liturgia, onde encontra muito eco em Roma do Papa Bento XVI, mas desde os  procedimentos de promoção vocacional.
Na verdade, durante a reunião geral da O.S.A.R (Organização dos Seminários da República Argentina), em 10 de novembro de 2011, no Seminário de La Plata  (província de Buenos Aires), surgiu o tema a partir de um dos superiores do Seminário de Buenos Aires – supostamente revelando um segredo pontifício – sobre uma legislação particular que estaria sendo preparada em Roma para restringir o “trânsito” de seminaristas de um seminário para outro. Foi mencionado como exemplo um caso do Seminário de Ciudad del Este, com nome e sobrenome. Foi dito nesta reunião que a Santa Sé ‘processou’ um bispo paraguaio – leia-se Mons. Livieres – por receber um seminarista proveniente de Buenos Aires, sem haver pedido as informações canônicas, e procedendo a ordenação como diácono, também segundo eles, sem os requisitos acadêmicos.
Sejamos honestos. Ainda que Bergoglio tivesse pedido sanções para Livieres, não era necessário ir até o Paraguai – a terra vigiada por Pedacchio – para encontrar supostos exemplos destes casos. Ocorrem, de fato, com muita frequência na mesma Argentina. E não são poucos os seminaristas que fogem horrorizados do próprio seminário de Buenos Aires – e, para falar a verdade, não somente por razões litúrgicas. Por ter sido nomeado direta e publicamente este bispo, que por outra parte nos contam está oferecendo tantos frutos positivos em sua terra, quer dizer que Bergoglio e seus informantes estão querendo pelo menos desacreditá-lo, ou destruí-lo. Além da enorme injustiça que este ataque supõe para o bom nome do seminarista, que na realidade não teve nenhuma sanção disciplinar nem foi acusado de nada grave. Assim reconheceu publicamente o reitor do Seminário de Buenos Aires, Pe. Giorgi, quem, contudo, não levantou nem uma tímida voz para defendê-lo.
A coisa não terminou ai. Semanas depois, este tema foi tratado – novamente com nome e sobrenome dos ‘envolvidos’ – na reunião do Conselho Presbiteral da arquidiocese de Buenos Aires. Sempre buscando prejudicar o bom nome dos bispos que não estão bem vistos pelo Cardeal.
Alguém tem na consciência a obrigação de expressar o que tantos outros calam, por medo ou temor de ver sua carreira arruinada em represália. Tudo é conhecido na Arquidiocese de Buenos Aires. O triste é que o que surge destas fontes é distorcido, quando não mentiroso. E então é certo mais do que nunca o adágio “de Roma viene lo que a Roma va”, uma vez que em seguida, apenas disparadas as difamações ou calúnias, informantes adestrados como Pedacchino levam o “caso” a Roma, aos “contatos” chave, para semear infâmias e pedir sanções.
Sob os grandes sinais de humildade que ostenta, Bergoglio esconde não poucos desejos de poder real. E os teve desde suas origens na Guardia de Hierro e sua antiga relação com a P22 (com sua provada relação com Almirante Massera3). A sorte do cardeal é que foi atacada nestes pontos por um jornalista chamado Verbitzky, que foi desacreditado devido ao conhecido ódio visceral que tem contra a Igreja na Argentina. Deste modo, seu ataque a Bergoglio se afirmou tendencioso, mesmo com suas investigações sérias e bem documentadas.
O Papa e Bergoglio Quebra de sigilo pontifício e maquinações dignas da máfia italiana.
O Papa e Bergoglio Quebra de sigilo pontifício e maquinações dignas da máfia italiana.
Mas voltando sobre as aparentes preocupações de Bergoglio sobre o Seminário de Ciudad del Este, no Paraguai, surpreende tanto zelo quando o seu próprio seminário deixa tanto a desejar. É conhecido que há seminaristas de moral duvidosa que sonham em ser dirigidos espiritualmente por alguns dos menos recomendáveis bispos auxiliares do cardeal. “O Jesuíta” – como reza o título da sua autobiografia – que descuida tanto da vida espiritual e da formação do seu clero em vias de extinção, não guarda o menor pudor na hora de acusar. Sua especialidade é a acusação aos bispos por suposta homossexualidade, ou afinidade com homossexualidade, ou por proteção de homossexuais em seus seminários ou no clero. Outra das suas ferramentas é a acusação de problemas psíquicos. Tem para isto uma equipe de psiquiatras a sua disposição, que elaboram os “informes” úteis para o caso.
É uma pena que a Argentina, e em certo ponto o Paraguai e uma parte do CELAM – onde ele não está presente, mas estão os seus minutantes – tenham que pagar a conta das suas artimanhas. A próxima geração de bispos ficará comprometida por estas campanhas?
Quem quiser conhecer toda a verdade sobre Bergoglio não tem senão que reconstituir: recorrer e analisar o conjunto de informação que há sobre o cardeal – não os boatos ou denúncias anônimas, mas afirmações feitas por pastores autorizados. Só se encontrará dificuldades porque, quem trai o Papa revelando segredos pontifícios ou quem difama e calunia, também é capaz de dissipar algumas páginas ou as mesmas pastas de relatórios da Cúria Romana. No final do dia, vale tudo para torná-lo como o “Escolhido”, como o seu lema episcopal geralmente é explicado.
________
1 – Minutante: Oficial da Cúria Romana encarregado de redigir as minutas, que são projetos de notas oficiais e outros documentos. É a primeira etapa no trabalho na Cúria Romana, sendo um cargo de base.
2 -P2 é a designação mais comum para a Loja Maçónica italiana Propaganda Due (Propaganda Dois).
Além da Itália, a P2 também tinha atividades na Suécia no Uruguai, no Brasil e especialmente na “Guerra Suja” da Argentina (com Raúl Alberto Lastiri, Presidente por escasso período de Julho de 1973 até 12 de Outubro de 1973;Emilio Massera, que foi membro da Junta Militar de 1976 a 1978, líderada por Jorge Rafael Videla e José López Rega, Ministro das Obras Sociais no governo de Péron e fundador da Aliança Anticomunista da Argentina).
3 – Emilio Eduardo Massera (19 de outubro de 1925 – Buenos Aires, 8 de novembro de 2010) foi um militar argentino. Neto de imigrantes suíços de origen de [Chiavenna] (Italia), seguiu carreira militar na Marinha Argentina (Armada Argentina). Destacou-se entre seus colegas de arma como um hábil articulador político. Anti-peronista convicto participou do golpe que destituiu Juan Perón em 1955.Ironicamente foi promovido à almirante pelo próprio Perón após seu retorno de exílio em 1973. Após a morte do general em 1974, Massera somou-se aos conspiradores que efetuaram o golpe de estado em 24 de março de 1976 conta a presidente María Estela Martínez de Perón. Membro integrante da junta militar ao lado de Jorge Rafael Videla (Exército) e Orlando Ramón Agosti (Aeronáutica), Massera protagonizou através da Marinha Argentina uma repressão implacável aos opositores do regime, com um saldo de milhares de mortos.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

São Paulo Apóstolo comenta a vitória do Império na Irlanda



Em gentil entrevista concedida fora do espaço e do tempo a este blog, São Paulo comentou nos seguintes termos a vitória do Império gay na Irlanda e, de um modo mais geral, a situação espiritual em Sodoma (ex-Ocidente) hoje:

Revelatur enim ira Dei de caelo super omnem impietatem et iniustitiam hominum eorum qui veritatem in iniustitiam detinent, quia quod notum est Dei manifestum est in illis: Deus enim illis manifestavit. Invisibilia enim ipsius a creatura mundi per ea quae facta sunt intellecta conspiciuntur sempiterna quoque eius virtus et divinitas ut sint inexcusabiles: quia cum cognovissent Deum non sicut Deum glorificaverunt aut gratias egerunt, sed evanuerunt in cogitationibus suis et obscuratum est insipiens cor eorum. Dicentes enim se esse sapientes stulti facti sunt, et mutaverunt gloriam incorruptibilis Dei in similitudinem imaginis corruptibilis hominis et volucrum et quadrupedum et serpentium. Propter quod tradidit illos Deus in desideria cordis eorum in inmunditiam ut contumeliis adficiant corpora sua in semetipsis qui commutaverunt veritatem Dei in mendacio et coluerunt et servierunt creaturae potius quam Creatori qui est benedictus in saecula: amen. Propterea tradidit illos Deus in passiones ignominiae: nam feminae eorum inmutaverunt naturalem usum in eum usum qui est contra naturam ,similiter autem et masculi, relicto naturali usu feminae, exarserunt in desideriis suis in invicem, masculi in masculos turpitudinem operantes et mercedem quam oportuit erroris sui in semet ipsis recipientes. Et sicut non probaverunt Deum habere in notitia tradidit eos Deus in reprobum sensum ut faciant quae non conveniunt repletos omni iniquitate, malitia, fornicatione, avaritia, nequitia, plenos invidia, homicidio, contentione, dolo, malignitate, susurrones, detractores, Deo odibiles, contumeliosos, superbos, elatos, inventores malorum, parentibus non oboedientes, insipientes, inconpositos, sine affectione absque foedere, sine misericordia: qui cum iustitiam Dei cognovissent, non intellexerunt quoniam qui talia agunt digni sunt morte, non solum ea faciunt, sed et consentiunt facientibus. (Romanos I, 18-32)

[Revela-se, com efeito, a cólera de deus do Céu contra toda impiedade e injustiça dos homens que oprimem a verdade, pois o que pode ser conhecido de Deus é manifesto entre eles: Deus lhos manifestou. Com efeito, as suas perfeições invisíveis, sua eterna potência e a sua divindade se tornaram, desde a criação do mundo, visíveis à inteligência por meio de suas obras. São, portanto, indesculpáveis, pois, tendo conhecido Deus, não O glorificaram como Deus e não Lhe deram graças, mas se tornaram vãos em seus pensamentos, e seu coração sem inteligência se envolveu em trevas. Gabando-se de serem sábios, enlouqueceram. E trocaram a majestade de Deus incorruptível por imagens que representam o homem corruptível, aves, quadrúpedes e répteis. Por isso Deus os entregou, em meio aos desejos de seus corações, à impureza, de sorte que eles desonrem entre si seus próprios corpos, eles, que trocaram o Deus verdadeiro pela mentira e adoraram e serviram a criatura de preferência ao Criador (o qual é eternamente abençoado, amém!). Por isso Deus os entregou a paixões ignominiosas: suas mulheres trocaram o uso natural pelo uso que é contrário à natureza. Do mesmo modo, também os homens, em vez de se valerem da mulher segundo a ordem da natureza, arderam, em seus desejos, uns pelos outros, tendo homens com homens um comércio infame e recebendo, em sua mútua degradação, o justo salário de seu erro. E como não se preocuparam em bem conhecer a Deus, Deus os entregou a seus sentidos pervertidos para fazerem o que não convém, enchendo-se de toda espécie de iniquidade, de malícia, de fornicação, de cupidez, de maldade, cheios de inveja, de pensamentos homicidas, de brigas, de fraude, de maldade, fofoqueiros, caluniadores, odiosos a Deus, arrogantes, orgulhosos, fanfarrões, engenhosos no mal, rebeldes aos pais, sem inteligência, sem lealdade, implacáveis, sem afeto, sem misericórdia. E embora conheçam o juízo de Deus que declara dignos de morte os que cometem tais coisas, não só as cometem, mas ainda aprovam os que os cometem.]

terça-feira, 26 de maio de 2015

segunda-feira, 25 de maio de 2015

A salvação vem da África?


"Não enganemos as pessoas com a palavra 'misericórdia'. Deus nos perdoa, mas se nos arrependermos. Na África, estamos firmes, porque naquele continente muita gente perdeu a vida em defesa da Fé."

Belas palavras do cardeal Sarah, da Guiné, em palestra dada em Milão a semana passada (aqui).

Parece que só mesmo a África conseguiu sobreviver ao contágio letal de Elvis e Bergoglio.

Não seria a primeira vez que aquele continente salvaria a Igreja. Já Santo Atanásio, contra os arianos, e Santo Agostinho, contra os pelagianos, haviam combatido heroicamente os prenúncios da Grande Avacalhação elvis-bergogliana que hoje chega ao seu apogeu.

Uma luz no fundo do túnel? Quem sabe alguns missionários africanos possam pegar carona entre os clandestinos que invadem a Itália, para catequizar Roma?

sábado, 23 de maio de 2015

O Império cresce: casamento gay na Irlanda



A outrora catolicíssima Irlanda, mãe de tantos santos e de tantos mártires da Fé católica em sua milenar história, acaba de capitular ao Império, ao aprovar em plebiscito o casamento gay, com direito a adoção de crianças.

Limito-me a traduzir os mais que pertinentes comentários de um leitor do blog Chiesa e post Concilio (aqui) a respeito:

O plebiscito foi vencido pelos defensores da dissolução moral graças a uma total e totalitária mobilização dos partidos, dos sindicatos, do aparelho mediático inteiro, com uma vil e feroz demonização, não raro ad personam, dos adversários. Estavam na ordem do dia as intimidações, as violências mediáticas, os boicotes contra os defensores do Não. O Irish Times chegou a propor listas de exclusão para os opositores do "casamento" dos homossexuais.
Tudo isso, é claro, como sempre, conduzido pelos lobbies de sempre e pelas centrais político-financeiras mundialistas e anticatólicas.
E a Igreja? Praticamente ausente. Dividida internamente, limitou-se a fracas e envergonhadas tomadas de posição.
Todo o peso da boa batalha caiu sobre os ombros de algumas corajosas organizações católicas conservadoras e tradicionalistas, isoladas, insultadas, difamadas, carentes de recursos contra o violento superpoder político-mediático dos homossexualistas.

Kyrie eleison, Christe eleison, Kyrie eleison.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Grandes compositores católicos: Anton Bruckner e Ludwig van Beethoven



Para clarear um pouco o ambiente, um pouco carregado com os nefastos Elvis bergoglianos, com ou sem peruca, a maravilhosa Nona sinfonia de Bruckner, na não menos maravilhosa interpretação de Karajan à frente da também maravilhosa Filarmônica de Viena.

O catolicíssimo Bruckner, de quem dizia Mahler que era metade simplório, metade deus.

O primeiro movimento é de tal força que suporta sem tremer a comparação com o primeiro da Nona de Beethoven, talvez a mais possante peça orquestral já escrita.



Entre Bruckner e Don Elvis existe a mesma distância que entre Leão XIII e Bergoglio ou Dom Braz de Elvis. A diferença entre a verdade e a mentira.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Um discípulo de Dom Braz de Elvis: padre Elvis Petrescu











Um dos nomes de maior prestígio na igreja bergogliana é, sem dúvida, o nosso elegante Dom Braz de Elvis, famoso tanto por sua hollywoodiana coleção de peruquinhas, que tanta inveja causa, como por ter destruído a mais florescente ordem religiosa da Igreja Católica, os Franciscanos da Imaculada.

Com esse invejável currículo, é natural que nosso santo cardeal deixasse discípulos pelo mundo inteiro.

É com suma honra que este blog tem o prazer de apresentar ao público brasileiro o mais místico dos discípulos de Dom Braz: o padre Antoniu Petrescu, mais conhecido na Itália como Don Elvis.

Não há como negar que, com Dom Braz de Elvis e padre Elvis a todo vapor, na igreja de Jorge Bergoglio, Elvis não morreu mesmo.

Diz padre Elvis que toda a sua atividade "artística" está voltada exclusivamente para a evangelização. O que é particularmente claro no segundo vídeo de cima para baixo.

Aqui vão, portanto, para os muitos fãs de Dom Braz de Elvis que seguem este blog, alguns vídeos desse seu discípulo, que tão bem encarna a essência mesma do bilderbergoglismo.

O site da fera é www.antoniupetrescu.com

Quando a gente pensa que já viu de tudo na igreja bergogliana, aparece uma figura dessas. Depois perguntam qual a razão de tanta desmoralização...

Há algo de mórbido em todo esse grotesco mundo bergogliano. Diria quase putrefato: iam fetet.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Buenos Aires: fundo do poço



Vem da capital mundial do bergoglismo uma notícia que é forte candidata ao record mundial de podridão e imundície moral.

Um tribunal da capital argentina reduziu pela metade a pena do estuprador de um garotinho de 6 anos, com a alegação de que o menininho é gay (!) e costuma ser sodomizado com frequência (aqui).

Peço ao leitor uma Ave Maria por esse menininho.

Kyrie eleison, Christe eleison, Kyrie eleison

terça-feira, 19 de maio de 2015

Berggy e o relógio parado


Relógio parado dá a hora certa duas vezes por dia.
Embora a média de acertos de nosso querido Berggy seja muito inferior ao do mais preguiçoso cronômetro, parece que ontem foi seu dia de luz e acabou dando uma dentro. Parece, mas muito provavelmente não é.
Disse ao receber algumas freiras no Vaticano que há um terrorismo anticristão de "luva branca", ou seja, cujos mandantes permanecem ocultos (aqui).
Até aí, morreu o Neves. Só mesmo um neoconservador carismático para ignorar tão lapalissiano truísmo.
Falta agora não deixar o ponto sem nó e dizer quem são e onde agem.
Esperemos.
Este blog o fará com toda paciência do mundo.
Mas sentado.

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Homossexualismo e divórcio: como fazer carreira na igreja bergogliana

Radcliffe em mística conversação com  Walter Kasper

Timothy Radcliffe, um boçalíssimo dominicano britânico favorável à liberação do aborto (aqui), ao casamento gay e ao divórcio, foi nomeado consultor do Conselho Pontifical Justiça e Paz pelo antipapa Francisco. Artigo em Benoît et moi aqui.

Father Radcliffe faz qualquer negócio, desde que devidamente fabricado em Wall Street e embalado em Hollywood.

Pouco depois do golpe contra Bento XVI, Father Radcliffe declarou-se maravilhado, embora nem um pouco surpreso (como poderia?), com ele (aqui):

Fiquei maravilhado quando ouvi a decisão do Papa Bento de renunciar ao papado.Não fiquei surpreso  com ela (...) Creio que ela será uma bênção para a Igreja.

Belo exemplo de continuidade e identidade de ideias entre Bento e Berggy!

Father Radcliffe terá uma carreira brilhante pela frente. Brilhante, mas com um cheirinho de enxofre e um calor talvez um pouco excessivo no final.


sábado, 16 de maio de 2015

Magnífico discurso antibergogliano de Putin



Discurso em russo com legendas em espanhol, pronunciado em 19 de setembro de 2013, em Valdai.

As corajosas e lúcidas palavras de Putin demonstram uma vez mais a doutrina ratzingeriana de que a política é matéria contingente, essencialmente vinculada às circunstâncias de tempo e espaço, e não pode ser objeto de definições doutrinais, que se limitam à moral e à fé.

Temos hoje um ex-comunista como defensor da fé e da moral cristãs, e o país que se arvorava a protetor do Ocidente é hoje o maior promotor da sodomia e do aborto.

QED

segunda-feira, 11 de maio de 2015

O Doutor Beijoqueiro de Jorge Bergoglio

Berggy e o Doutor Beijoqueiro

Como é de conhecimento público, o teólogo de estimação de Jorge Bergoglio chama-se Victor Manuel Fernández, vulgo Tucho. Ghost writer papal, é ele quem ajuda o nosso querido antipapa a superar suas notórias dificuldades com o alfabeto, já desde os tempos de Buenos Aires.

Para se ter uma ideia da espiritualidade do rapaz, nada melhor do que um texto que ele mesmo redigiu como introdução à sua obra-prima teológica, Sáname con tu boca. El arte de besar (Cura-me com tua boca. A arte de beijar), tal como o cita hoje Sandro Magister (aqui):

Esclareço-te que este livro foi escrito nem tanto com base na minha experiência pessoal, mas na vida daqueles que beijam. Nestas páginas quero resumir o sentimento popular, aquilo que as pessoas sentem quando pensam num beijo, o que sentem os mortais quando beijam. Por isso conversei longamente com muitas pessoas que têm muita experiência na matéria, e também com jovens que aprendem a beijar à sua maneira. Além disso, consultei muitos livros e quis mostrar como os poetas falam do beijo. Assim, com a intenção de sintetizar a imensa riqueza da vida, surgiram estas páginas a favor do beijo, que espero te ajudem a beijar melhor e te levem a liberar num beijo o melhor de teu ser.

Depois de ensinar como beijar, o próximo passo no itinerário místico do grande doutor deve ser um tratado sobre como ganhar um bumbum durinho em duas semanas. Aguardemos.

A Igreja já teve o  seu Doutor Angélico, o seu Doutor Sutil, o seu Doutor Seráfico; hoje, com Bergoglio, temos o nosso glorioso Doutor Beijoqueiro (em latim bergogliano: Doctor Beijocarius).

Um Santo Tomás beijoqueiro, que se permite fazer e desfazer dogmas e ridicularizar a doutrina cristã e a própria instituição do cardinalato, como na entrevista concedida ao Corriere della Sera. Um caga-regras portenho, boçal e herético, da pior espécie.



Onde foi parar a defesa da Fé cristã!

Haverá no mundo algo mais ridículo e grotesco do que um tratado sobre a arte de beijar escrito por um padre? Haverá no mundo algo mais boçal e luciferiano do que nomear esse mesmo padre, teólogo principal da Igreja Católica e redator dos documentos papais?

Pelo menos agora sabemos com quem o nosso querido Berggy andou treinando para imitar com tamanha perfeição o misericordioso e existencialmente periférico beijo de Judas em Nossos Senhor Jesus Cristo.


sexta-feira, 8 de maio de 2015

Preparem suas catacumbas: Hilary Clinton vem aí


Hilary Clinton, futura presidente dos EUA, ou pelo menos, o que é a mesma coisa, a candidata favorita de Wall Street e de Hollywood para o cargo, avisou que vai usar os poderes coercitivos do Estado para mudar os dogmas  contrários ao aborto  (aqui, aqui ou aqui, por exemplo). Semelhanças com o programa misericordioso de reforma dos dogmas  de nosso querido antipapa são mera coincidência, claro.

Em seu primeiro discurso como candidata à presidência, numa reunião de feministas em Manhattan, física e espiritualmente bem pertinho de Wall Street, Hilary disparou:

Mulheres demais veem seu acesso negado à saúde reprodutiva e ao parto seguro (eufemismo por aborto), e as leis não valem muita coisa, quando não são aplicadas. As leis devem ser amparadas com recursos e vontade política. E os códigos culturais arraigados, as crenças religiosas e as simpatias estruturais têm de ser mudadas.

Isso num país em que o aborto é permitido por qualquer motivo, em qualquer estágio da gravidez. Mas Hilary, a insaciável, quer mais, muito mais.

Note-se que com essas palavras Hilary declara guerra não só à Igreja Católica, mas a muitas outras tradições religiosas, pois, com exceção do judaísmo, todas elas condenam o aborto.

Amigos católicos e antibergoglianos em geral, preparem suas catacumbas. Hilary vem aí.

PS: As palavras de Hilary pegaram mal nos EUA. Mas pouco importa. Logo, logo Berggy vai estar lá em visita oficial, e oportunidades não faltarão para sorridentes fotos entre os dois megastars da Nova Ordem Mundial, com ou sem camisa de futebol. O que basta para tirar da cabeça do bergogliano médio qualquer criptolefebvriana dúvida sobre a santidade da candidata à Casa Branca.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Liberou geral mesmo: funerais caninos na igreja bergogliana



Inspirado na tese bergogliana de que os animais terão a vida eterna (aqui), mais uma das infinitas imbecilidades declaradas pelo nosso querido antipapa para avacalhar a doutrina cristã, o padre belga F. Lallemand resolveu oferecer funerais católicos a uma cadelinha chiuaua, na igreja de São Vitor, em Auvelais.

Como se pode observar no vídeo acima, estavam presentes membros preeminentes da comunidade canina de Auvelais, assim como membros não menos proeminentes da juventude bergogliana local, de fralda geriátrica e tudo. O que, infelizmente, não deve ter contribuído para mascarar o cheiro de urina na igreja, cheiro que ameaça contaminar os espaços edênicos do paraíso bergogliano. Tudo tem seu preço.

Já antecipando os misericordiosos resultados do Sinédrio contra a família de outubro, quando Berggy e seus Berggyboys vão canonizar o adultério, estavam presentes ao velório vários dos ex-maridos de Miss Chiwa. Tudo muito chique, num clima de misericordiosa abertura às periferias existenciais.

Liberou geral. Não só o inferno não existe (a não ser para os católicos ortodoxos), como o paraíso está aberto para cães. E, como onde entra cachorro seria absurdo recusar gato, e onde entra gato por que não entrar boi, e onde entra um boi entra uma boiada, logo veremos o paraíso bergogliano superpovoado por gorilas, papagaios, jacarés, hipopótamos e minhocas, além, é claro, das pulgas e das lombrigas que os cãezinhos levarão consigo. E, para desespero do elegante Dom Braz de Elvis, parece que não há mais como negar a visão beatífica também para - ui! - ratos, morcegos e baratas.

Só não entra, mesmo, criptolefebvriano.

Pode parecer que ainda tem chão até que nossos esforçados bergoglianos belgas alcancem os irmãos anglicanos, que já distribuem a eucaristia a seus cachorrinhos faz tempo (aqui), Mas, como podemos ver no vídeo, alguns bergoglianos já vão mais além, e fazem o sinal da cruz diante dos despojos mortais de |Miss Chiwa. Canonização à vista!

Com Berggy na cabeça, podemos ter certeza de chegar lá.


quarta-feira, 6 de maio de 2015

O que ainda sustenta Bergoglio no Vaticano


"Se algum de nós tivesse tido a coragem de se levantar durante a enumeração e deixar a Sala Clementina, creio que teríamos todos partido, ou quase, direita e esquerda, jovens e velhos", observa com amarga suscetibilidade o meu interlocutor. Sem se esquecer de me recomendar mais uma vez: "Principalmente não publique o meu nome! Você me garante isso?"

Palavras de um alto prelado, provavelmente um purpurado, sobre a humilhação pública a que o antipapa submeteu os cardeais da Cúria no Natal passado, citadas aqui.

Ou seja, o único esteio do antipapa é hoje a covardia.

terça-feira, 5 de maio de 2015

Novas dúvidas sobre Bergoglio vindas da Alemanha


Em reportagem de Il Foglio, várias críticas ao antipapa portenho vindas das altas esferas do pensamento alemão. Inclusive de Robert Spaemann, tido como o maior filósofo católico de além-Reno, que aponta o perigo de caos nessa estapafúrdia tragicomédia vaticana a que deprimidos assistimos. Aqui.
Aqui o texto do artigo original alemão na revista Herder Korrespondenz, só para os assinantes - há um período de teste grátis.
E aqui um artigo mais circunstanciado e minucioso, em francês, sobre as palavras de Spaemann, em Benoît et moi.

Abobrinha e filosofia analítica


O grande pressuposto - e resultado - da filosofia analítica é que a linguagem só serve para falar abobrinha.

Tomorrowland and Cracoland


Em Itu, Tomorrowland, evento patrocinado pela Mastercard em que durante 3 dias a distribuição de drogas à nossa desgraçada juventude é feita alegremente, sem nenhum preconceito.

Como declarou um serotonínico participante ao Uol: "Isto aqui é o paraíso".

Seria uma boa fazer uma pesquisa na Cracolândia daqui a uns 6 meses para saber quantos paradisíacos participantes do Tomorrowland vão estar lá pedindo esmola para a prefeitura.

Tomorrowland: vestibular para Cracoland.



Today Tomorrowland, tomorrow Cracoland.

Today Belgium and Itu, tomorrow Helvetia Street.

Today Paradise, tomorrow Hell.

Tomorrow, não sei se o rapaz vai continuar achando que Tomorrowland é o paraíso, mas os traficantes certamente vão.

Como diria o grande atacadista de ecstasy ao consultar seu edênico extrato bancário (via Mastercard) ao apagar das luzes psicodélicas da Tomorrowland: isso não tem preço.

E para a nossa massacrada juventude, é claro, nenhum tomorrow.


domingo, 3 de maio de 2015

Bergoglio solidariza-se com abortista impenitente que praticava o aborto às gargalhadas

Emma Bonino praticando o seu esporte favorito

Telefonema ontem do antipapa a Emma Bonino, ex-ministra das Relações Exteriores e ex-presidente do Senado da Itália, de que já nos ocupamos aqui. Grande entusiasta do aborto, la Bonino costumava praticá-lo ela mesma, na juventude, por esporte, sugando os membros do feto com uma bomba de bicicleta e guardando-os num pote de geleia. Às gargalhadas, com o  ela mesma admite (aqui, de novo). Sem nunca demonstrar nem sombra de arrependimento, hoje ela se dedica à defesa do casamento gay, da eutanásia e, é claro, do bergoglismo, como manda o figurino desenhado em Wall Street e costurado em Hollywood.

Ela está fazendo tratamento contra o câncer, e nosso misericordioso Berggy, com seu enorme tino comercial, farejou ali mais uma oportunidade de ganhar as manchetes dos jornais e de avacalhar ainda mais a Igreja.

A pergunta que não quer calar: dos centenas de milhares de cancerosos italianos, muitos deles em situação extremamente precária, por que telefonar justo para a milionária e poderosa Emma Bonino, a não ser para desferir mais um tapa na cara dos que lutam contra o holocausto diário de crianças na Itália e no mundo, financiado e patrocinado por canalhas como a sra. Bonino?

Que as almas dos milhões e milhões de crianças assassinadas na Itália desde que os esforços da sra. Bonino aprovaram a lei de financiamento estatal do aborto tenham piedade do herege argentino e possam, do limbo em que se encontram, orar pela sua conversão. Para a infinita misericórdia divina, nada é impossível.

sábado, 2 de maio de 2015

Heresias, massacres e a caligrafia de Deus


Eugenio Scalfari, grão-vizir dos mainstream media italianos e chapa de Jorge Bergoglio, julgou dar o golpe de misericórdia em dois mil anos de Cristianismo ao revelar que o antipapa reinante nega a existência do inferno e a imortalidade da alma. Na verdade, apenas ajudou a tornar óbvia e ululante a heresia reinante hoje no Vaticano. A Fé agradece.

Aqueles que têm interesse em fomentar o infame clash das civilizações, jogando cristãos contra muçulmanos e muçulmanos contra cristãos, no que julgam ser um lance genial, na verdade apenas mostram a quem tem olhos para ver, mais uma vez, que qualquer compromisso com o mundo, qualquer irenismo é essencialmente falso, e que o caminho de Jerusalém é o caminho da Cruz.

O demônio, quando pregava Cristo na Cruz, julgava dar xeque-mate naquele que jurara não servir, mas na Verdade cumpria a Sua vontade.