Pesquisar este blog

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Vaticano dá sinal verde para freiras abortistas americanas


Dois anos antes do prazo previsto, o Vaticano deu estes dias por encerrada a investigação da LCWR (Leadership Conference of Women Religious) determinada pelo papa Bento XVI três anos atrás, em razão das multifacetadas heresias defendidas por esse geriátrico grupo de noviças rebeldes.

Trata-se de uma associação americana de freiras bilderbergoglianas fanáticas, grandes entusiastas do aborto, do casamento gay, da ordenação de mulheres e de tudo o mais que o cardápio gravado em Wall Street e mixado em Hollywood queira enfiar goela abaixo do Ocidente lobotomizado.

Depois de serem recebidas durante uma hora por seu ídolo, o sorridente antipapa Jorge Bergoglio, as freirinhas receberam do cardeal Müller um atestado de ortodoxia, o tão esperado sinal verde para que deem prosseguimento a sua campanha de destruição da Fé católica nos EUA. Com isso elas poderão prosseguir em sua nobre luta pela multiplicação do assassinato de bebês ainda no útero e por outros programas igualmente anticriprolefebvrianos e misericordiosos. Ad majorem Bergoglii gloriam.

Enquanto isso, a caçada contra os Franciscanos da Imaculada continua a todo vapor, e assim continuará até não ficar pedra sobre pedra. Delenda est Christianitas.

Aqui a notícia no bergogliano Washington Post, aqui o comentário do Remnant.

PS: pergunta uma leitora sagaz o que estaria fazendo Mel Gibson de peruca e saia na foto dessa agradável reunião de Berggy com as freirinhas abortistas? Também não tenho a mínima ideia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário