Pesquisar este blog

sábado, 4 de abril de 2015

O antipapa e o mistério

Na vigília de Páscoa, o antipapa convida ao mistério, e acrescenta:

Para entrar no mistério, é preciso humildade.

Há algo de vertiginoso em ouvir esse picareta falar de humildade, alguém que tem a cara de pau de negar dogmas que, para chegarem até nós, custaram a crucificação do Filho de Deus e o sangue de milhares de mártires; que ousa diariamente vilipendiar vinte séculos de Tradição, comparando os grandes defensores da Fé da Igreja aos fariseus que julgaram e condenaram a Cristo; e que, Pentecostes ambulante, se erige em censor de todos os papas e doutores passados.

Mais vertiginoso ainda é o ensurdecedor silêncio que envolve e protege essas enormidades, por parte daqueles que se vestem de púrpura pela promessa que fizeram de defender até com o próprio sangue essas mesmas verdades hoje pisoteadas.

Se fosse possível negar e ridicularizar impunemente o dogma, Bergoglio teria razão: comamos e bebamos, transformemos o Vaticano em gafieira e a Igreja numa versão adocicada e efeminada de escotismo para a terceira idade.

Mas não é.


Um comentário:

  1. Boa noite Luíz. Uma vez me disseram que Nossa Senhora de La Salete teria dito aos pastorezinhos Melanie e Maximiano: "Roma perderá a fé e torar-se-a sede do Anti-Cristo". Tenho impressão que é isso que está acontecendo. Que Deus nos abençoe a todos.

    ResponderExcluir