Pesquisar este blog

quarta-feira, 11 de março de 2015

Ex-presidente do IOR arrasa Walter Kasper

Ettore Gotti Tedeschi

Excelente artigo de Ettore Gotti Tedeschi, ex-presidente do IOR, em La Bussola Quotidiana (aqui).

Nele, o economista italiano arrasa o heresiarca alemão Walter Kasper, que, em entrevista ao jornal La Repubblica, porta-voz semioficial do bilderbergoglismo, afirmou: "Chega de escândalos, agora a Igreja não tem mais medo da transparência". Note-se a perversidade do agora e do mais, bem típica do esgoto moral onde chafurda o Vaticano.

Gotti Tedeschi lembra no artigo as duríssimas diretrizes impostas por Bento XVI ao funcionamento do IOR, o que desmonta a covarde insinuação de Kasper sobre a falta de transparência de seu pontificado.

Mas o melhor é o final. Num genial paralelo entre a separação entre doutrina e pastoral, por um lado, e entre as normas e a prática financeiras, por outro, Gotti mostra que a proposta kasperiana de liberação da comunhão para os adúlteros equivale exatamente à permissividade bancária condenada por Bento XVI em seus esforços para moralizar as finanças vaticanas.

Um dos mais elegantes e fulminantes nocautes que já presenciei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário