Pesquisar este blog

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Um novo símbolo para a igreja bergogliana



Depois que Jorge Bergoglio, o Omnipotente, assumiu a chefia do Vaticano, a Cruz passou a ser uma mera moldura para outras cenas do Evangelho menos comprometedoras e criptolefebvrianas do que a Crucificação do Verbo. É o que prova a cruz peitoral usada pelo antipapa:



Sem Cruz, o bergoglismo está em busca de um símbolo. Para não me acusarem de má-vontade contra nosso amado Berggy, venho propor um novo símbolo para a igreja 2.0: a elegante peruquinha de nosso elegante Dom Braz de Elvis.
Nada mais wild, existencialmente periférico e anticriptolefebvriano.
O símbolo perfeito!

PS: Fico pensando no que diriam os santos fundadores de ordens religiosas, grandes ascetas todos eles, os Agostinhos, os Bentos, os Brunos, os Domingos, os Franciscos, se soubessem que um dia suas ordens estariam sob o império da heliogabálica peruquinha de Dom Braz de Elvis, nada menos que prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica da igreja 2.0 de Bergoglio... Que escândalo! Que tristeza!


Nenhum comentário:

Postar um comentário