Pesquisar este blog

domingo, 4 de janeiro de 2015

Leonardo Boff sai em defesa do amigo Bergoglio


Não podia dar outra. O teólogo oficial da Nova Ordem Mundial, Leonardo Boff,  sai em defesa do papa da Nova Ordem Mundial, Jorge Bilderbergoglio. Os dois xodós da grande mídia agora juntos contra o mesmo inimigo: a Igreja de Cristo.

O encontro dos dois super-heróis da anti-Igreja se deu nas páginas de um notório blog bilderbergogliano, Religión Digital. Há versão francesa com os comentários pertinentes de sempre em Benoît et moi.

Entre as pérolas, Boff compara os papas aos imperadores romanos pagãos, fala dos inevitáveis e caluniosos sapatos "Prada" de Bento XVI (no pior estilo Judas x Madalena), acusa os católicos de "cristomonismo" (sic), ou seja, só pensarem em Cristo (taí um defeito grave e indesculpável!), exalta a falida igreja latinoamericana como exemplo para o mundo (só se for exemplo do que não fazer), e leva às nuvens Lutero,  como precursor de Berggy, desejando que a sede da Igreja deixe de ser Roma (para ser onde?).

Note-se que logo em seguida à eleição, Boff, o defroqué, já dava declarações à imprensa (aqui) cantando as pedras do que iria acontecer no governo de Berggy, previsões que se mostraram surpreendentemente certeiras vindas de uma mente obscura e obtusa como a do herético profissional franciscano.

O que mostra que Boff já na época estava por dentro dos segredos dos círculos que derrubaram Bento XVI e guindaram Bergoglio ao Poder. Tutti amici, tutti buona gente, tutti Cosa Nostra.

Está mais claro do que o sol que Berggy é o papa dos inimigos de Cristo.

Falta só quem de direito assumir suas responsabilidades e acabar com essa farsa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário