Pesquisar este blog

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Entra Bergoglio, sai Cristo


Segundo o cardeal Barbarin, arcebispo de Lyon, França, a frase que teria garantido a eleição de Bergoglio no conclave de 2013 seria esta, pronunciada em seu discurso no pré-conclave (aqui):

Tenho a impressão de que Jesus tenha sido fechado dentro da Igreja e que bata porque quer sair, quer ir embora.

Não é preciso ser psicólogo profundo para perceber a natureza projetiva dessas palavras: quem estava louco para sair da Igreja não era Cristo, é claro, mas Jorge Bergoglio. Uma vez eleito, resolveu radicalizar a ideia. Em vez de sair, resolveu destruí-la para obrigar todos a saírem.

Resultado: parece que, hoje sim, Cristo Nosso Salvador não quer ficar na Igreja de Bergoglio. A famosa fumaça de Satanás está tão negra e tão espessa, que não dá mais para respirar. É preciso sair.

Mas ir aonde?

Para a Igreja Católica, é claro. Só ela tem palavras de vida eterna. Mas sem Bergoglio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário