Pesquisar este blog

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O céu não tem graça


No banco, à tarde, dois caixas conversam, entre risos:

- Jéssica, você não vai para o céu.

- Nem quero. Não tem graça.

Uma das mais abismais enormidades jamais pronunciadas desde o Fiat criador, capaz de estremecer o próprio Empíreo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário