Pesquisar este blog

sábado, 18 de outubro de 2014

Saiu a Relatio Synodi: Bergoglio, derrotado, mela a votação

Saiu o relatório final do Sínodo (aqui), com uma boa surpresa: os parágrafos impostos pelos berggyboys a favor de gays e do divórcio (nos. 52, 53 e 55), mesmo apresentados de modo mais moderado do que vinha sendo proposto por Jorge Bergoglio,  não conseguiram os dois terços necessários para a aprovação e foram rejeitados pelo Sínodo.

Em compensação, o parágrafo 56, que condena as pressões pelo casamento gay (!!), não teve problemas para ser aprovado. Diz ele:

É totalmente inaceitável que os Pastores da Igreja sofram pressões nesta matéria e que os organismos internacionais condicionem as ajudas financeiras aos países pobres à introdução de leis que instituam o "matrimônio" entre pessoas do mesmo sexo.

Mais sonoro tapa na cara do"papa" que tudo fez para forçar os padres sinodais a seguirem o diktat da alta finança internacional em favor do lobby gay, impossível.

Parabéns aos pouco mais de sessenta padres sinodais que tiveram a coragem de resistir à avacalhação bergogliana da fé católica.

Berggy, porém, em sua onipotência e misericórdia, não aceita revezes e determinou que, mesmo rejeitados, os parágrafos apareçam no relatório.

Coisa de menino mais velho brincando com os pequenininhos: se eu ganhar na boa, ótimo; se eu perder, ganho na porrada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário