Pesquisar este blog

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Panorama das ruínas da doutrina da Igreja depois da batalha do Sínodo contra a família



Ótimo artigo panorâmico de Sandro Magister sobre o Sínodo contra a família (aqui). Nele se mostra com clareza  que quem está no comando do ataque furioso à doutrina e à moral católica é o nosso querido Berggy em pessoa. Comando oculto, obviamente, e cheio de manobras veladas, como exige o pedigree do mestre.

Segue-se um erudito artigo do professor de teologia moral E. Christian Brugge que refuta a tese de alguns berggyboys segundo a qual o Concílio de Trento (justo quem!) teria sido um precursor das teses bilderbergoglianas e homomaníacas defendidas pelo governo do Vaticano neste tenebroso sínodo.

Também vale a pena ler as agudas e severas críticas dirigidas pelo padre Vincent Twomey, aluno de Bento XVI, ao sínodo (aqui, em francês, no site Benoît et moi).

Mas não se pode negar que as reações de boa parte dos bispos - em especial, do episcopado africano - têm demonstrado que ainda há vida espiritual na Igreja. Uma boa surpresa. Ainda há algumas paredes em pé.

Apesar de Jorge e seus berggyboys adestrados.




Um comentário: