Pesquisar este blog

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Shimon Peres, Bergoglio e a FIFA das religiões


Shimon Peres propõe a criação de uma ONU das religiões para resolver os conflitos mundiais, sob a presidência de ninguém menos do que nosso querido Jorge Bergoglio (aqui).

Ao que parece, a entidade ocuparia na Nova Ordem Mundial uma posição superior à da ONU, mas estaria subordinada à FIFA. Os conflitos dogmáticos, morais e espirituais seriam resolvidos nos pênaltis. As soluções valeriam por quatro anos, até a realização do torneio seguinte, que decidiria a nova fé mundial para os quatro anos seguintes.

É, aliás, artigo de fé do bergoglismo que se nos tempos de Cristo já se jogasse futebol, o sacrifício da Cruz não teria acontecido. O diferendo entre Caifás e Jesus teria sido resolvido também nos pênaltis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário