Pesquisar este blog

domingo, 21 de setembro de 2014

Cardeal de confiança de Bergoglio acusado de acobertar pedofilia


Fracassa acordo de conciliação entre as vítimas de um padre pedófilo chileno e a arquidiocese de Santiago.

O motivo da discórdia envolve o cardeal Javier Errázuriz Ossa, que teria sido informado dos crimes em 2006 (ou mesmo 2003), mas só comunicou ao Vaticano as acusações em 2010.

Inicialmente, o cardeal deu uma de Lula e disse que não era verdade, mas depois reconheceu o erro e pediu desculpas (Aqui).

As vítimas dos abusos acusam o cardeal de acobertar o padre pervertido.

Note-se que, como prêmio por sua destacada atuação no cardinalato e de acordo com sua tão apregoada política de tolerância zero contra a pedofilia, o antipapa Bergoglio nomeou Dom Ossa para a comissão de cardeais que supervisiona e dirige a reforma da Cúria romana  (aqui), mesmo ciente das acusações contra ele.

Com uma tolerância zero dessas, seria aconselhável que as mães de crianças e adolescentes proíbam os filhos de se aproximar do Vaticano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário