Pesquisar este blog

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Grandes burgueses e socialistas


"Em Saint-Étienne, os "vermelhos", que apoiam a candidatura dos grandes burgueses "socialistas", Dorian e Antide Martin, ameaçam os clericais* e saqueiam o convento dos jesuítas." (R. Rémond et al., Histoire du Catholicisme Français, vol. III, "la Période contemporaine", p.391)

Nada de novo sob o sol. Isso foi há 150 anos, mas hoje pouca coisa mudou. A única diferença é que em nossos bergoglianos tempos a campanha dos grandes burgueses "vermelhos" (Bilderberg, Illuminati, Wall Street, Hollywood etc.) seria urdida no próprio convento dos jesuítas.

(*) No original, calotins, os defensores da política católica. Hoje, no Brasil, com o grande sucesso popular da teologia da libertação, patrocinada pelos descendentes dos "socialistas" acima referidos, a mera ideia de uma política católica é tão abstrusa, que nem há palavras no nosso léxico que possam traduzir o termo francês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário