Pesquisar este blog

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Vaticano em estado de coma, mas ainda não de morte cerebral


Depois dos cismas, das perseguições, das violências, das calúnias; mais recentemente, com o câncer não tratado da teologia da libertação, da renovação carismática e dos escândalos sexuais; e, finalmente, com a brutalidade dos golpes desferidos desde dentro por Jorge Bergoglio contra ela, a Igreja não resistiu e entrou em estado de coma profundo.

Não fala, não responde e só respira por aparelhos.

Mas não entrou em morte cerebral.

Pelo menos é o que insinua Maradiaga, o saxofonista hondurenho, em mais uma conferência dada nos Estados Unidos este mês de abril (aqui). Segundo ele, as lambanças de Jorge Bergoglio estariam finalmente provocando algum sinal de vida entre os purpurados, o que confirmaria o que foi dito por Antonio Margheriti Mastino dias atrás.

Ou seja, ainda se pode detectar alguma atividade cerebral no torturado, surrado e conspurcado Corpo Místico de Cristo. O que, dadas as circunstâncias, é um grande milagre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário