Pesquisar este blog

domingo, 6 de abril de 2014

Foi um sucesso o batizado da filhinha do casal de lésbicas. Com beijo na boca e tudo.



Como anunciado neste blog dias atrás, foi batizada na catedral de Córdoba, Argentina, a filhinha de um  casal de lésbicas.

Acima, o beijo do casal em plena Catedral, diante da imagem da Virgem.

Como reconhecem as autoridades religiosas da Igreja cordobesa, sem Bergoglio essa cena tão edificante não poderia ter acontecido. Mais uma que devemos a ele.

Peço a cada leitor uma Ave Maria pela salvação dessa pobre criança.

3 comentários:

  1. Jesus acolhia os pecadores mas recomendava imperativamente: dizia "vai, e não peques mais".
    Se não há uma mudança de vida, que educação darão a essa criança?
    Que tipo de cristianismo estão ensinando os nossos pastores?
    Imagine se os profetas tivessem se comportado dessa maneira para com os habitantes de nínive.
    Estão querendo a destruição da Igreja?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida. Se não estivessem, teriam simplesmente feito como Lutero, Calvino ou Edir Macedo: abririam sua própria igrejinha onde poderiam fazer bastante sucesso, pregando seus próprios palpites teológicos. Mas não. Guardaram-se durante décadas, fingindo obedecer à Doutrina, só para apoderarem-se das rédeas da Igreja e destruí-la com maior eficácia.
      Este blog defendeu durante meses o que lhe parecia ser o Sucessor de Pedro, mas, diante da avalancha de provas de sua heterodoxia radical e de seu ódio à Tradição apostólica, recusa-se a fechar os olhos e usar a tática do avestruz.

      Excluir
  2. Orações pelos bispos e padres, religiosos e religiosas que estarão mais e mais desorientados com esse papa.

    ResponderExcluir