Pesquisar este blog

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Bergoglio, a possessão, o Iluminismo e o eneagrama




Neste vídeo, vê-se o nosso querido Bergoglio comentando diante de um grupo de bispos do Celam, no Rio, o estudo e o uso do Método do Eneagrama nos retiros e exercícios espirituais. Depois de algumas restrições quanto ao caráter elitista do eneagrama, conclui ele que esse método psicologizante de estilo New Age "é uma coisa boa", no que se refere aos  resultados.

No entanto, o exorcista e genial escritor irlandês Malachi Martin, em seu clássico Reféns do Diabo (trad. brasileira Novo Tempo, 1976), discorda. Segundo ele, o método do eneagrama é nada menos do que o mais seguro caminho para a possessão diabólica.

Eis o que ele diz.

Em meio à ampla gama de fatores que predispõem e levam à Possessão, o Método do Eneagrama é hoje, de longe, o mais comum e nocivo. Dado o estado geral da religião, não é de surpreender que a popularidade do Método tenha sido enormemente aumentada por ter sido ele entusiasticamente adotado e propagandeado por teólogos e professores católicos das mais importantes ordens – jesuítas, dominicanos e franciscanos – e por alguns dos órgãos oficiais usados pelos bispos dos Estados Unidos e do Canadá responsáveis pelo ensino da doutrina religiosa aos católicos jovens e adultos.
.
Além disso, por ser o Método do Eneagrama apresentado como um ensinamento autorizado pelo Fórum Norte-Americano sobre o Catecumenato – o organismo que fornece às paróquias e dioceses dos Estados Unidos e do Canadá justamente o material concebido para levar as comunidades e os indivíduos à maturidade da Fé – o Método penetra o tecido inteiro da crença e da participação religiosa, literalmente do berço ao túmulo.

O Método do Eneagrama tornou-se tão eficiente em  estrangular a genuína Fé católica, que ele é agora considerado por alguns como a mais fatal ameaça até hoje na campanha promovida para liquidar a fé ortodoxa católica entre os fiéis.

(Prefácio à segunda edição americana de Hostage to the Devil, 1992; tradução de Yours Truly).

Malachi Martin, o experiente exorcista, provavelmente sabia o que estava dizendo.

Nota: a fala que aparece no vídeo acima é um adendo improvisado ao texto de base da conferência, que pode ser lido aqui.

Abaixo, o vídeo da conferência completa. Documento fundamental para compreender o bergoglismo esotérico, o que está por trás do exibicionismo hollywoodiano exotérico, explorado por sua aliada, a grande mídia. Nele se vê claramente com que afinco o bergoglismo, silenciosamente, subterraneamente, através da alta burocracia eclesial sul-americana, ia solapando a doutrina e a fé revelada da Igreja.

Trata-se de uma obra-prima de embromação, do estilo chuta-e-assopra que caracteriza este pontificado: Bergoglio destrói enquanto elogia o destruído e critica a destruição. Esta é a essência do pós-concílio.

Um bom exemplo disso pode ser visto no vídeo a partir dos 25:30, quando Bergoglio enumera, entre as tentações hermenêuticas, a gnose, os "católicos iluminados, herdeiros do Iluminismo", ou seja, essa trágica curiosidade teratológica que são os católicos filomaçônicos. São, segundo ele, aqueles que propõem o casamento dos padres, a ordenação de mulheres e - vejam só - a comunhão dos divorciados, segundo ele, uma típica "proposta ilustrada". Os mais desavisados cairiam da cadeira ao saber que, ao mesmo tempo, Bergoglio estava convocando todo um Sínodo só para pôr em prática exatamente esse iluminado ponto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário