Pesquisar este blog

terça-feira, 25 de março de 2014

Usque ad effusionem sanguinis


Até quando a apatia dos Príncipes da Igreja ante os ataques furiosos contra aquela que juraram defender até darem seu próprio sangue?

Pois é  este o simbolismo da púrpura cardinalícia: defender a Fé usque ad sanguinis effusionem.

Até quando vai ser preciso esperar para que se erga uma voz firme contra a implosão da Fé católica?

Chegou a hora da decisão: ou se mostram dignos da púrpura que vestem, ou não passarão de uma versão clerical do Chapeuzinho Vermelho que se deixa devorar pelo Lobo.

PS: A entrevista do cardeal Brandmüller, uma luz no fim do túnel? Deus queira. De qualquer forma, uma luz tão fraca e tímida que ainda não permite reconhecer os bois nem ousa dar nome a eles.

Um comentário:

  1. Luís, vamos descansar a mente um pouco. Coisa impressionante é o Google Art Project, com o qual trombei outro dia. Sem palavras. Recomendo ao amigo conhecer a vastidão do acervo já digitalizado pelo Mosteiro de São João, em Patmos. Mais não falo, veja com seus próprios olhos. http://www.google.com/culturalinstitute/collection/patmos-monastery?projectId=art-project

    ResponderExcluir