Pesquisar este blog

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Papa Francisco é a favor da Confissão


Na audiência geral de hoje, no Vaticano, o papa Francisco declarou-se favorável ao sacramento da Confissão, e, para pasmo dos fãs, chegou a aconselhar as pessoas a se confessarem o quanto antes. Aqui.

O curioso é que, dias atrás, o mesmo papa incentivou os fiéis muçulmanos a  lerem o Alcorão e permanecerem na fé de seus pais. Ora, o Alcorão não prevê nenhuma forma de confissão.

O que poderia levar os mais teimosos a acharem que se não há problema em ser muçulmano, também não deve haver problema em não se confessar.

O mesmo quanto às outras religiões: ateus não se confessam, judeus não se confessam, protestantes não se confessam, vampiros não se confessam, espíritas não se confessam e, como sabemos hoje, serão todos eles salvos, sem exceção.

Então, só os católicos precisam confessar-se. Por quê?

Seria a confissão uma espécie de castigo reservado aos católicos, talvez como penitência pela homofobia e pelo reacionaríssimo neopelagianismo de tantos séculos?

É bem provável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário