Pesquisar este blog

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Dogma e corrupção moral segundo Romano Amerio


Sábias e, desgraçadamente, proféticas palavras de Romano Amerio:

[A Igreja] se perde, não quando as fraquezas humanas a colocam em contradição (tal contradição é inerente ao estado de peregrinação), mas só quando a corrupção prática se ergue tanto, a ponto de manchar o dogma e de formular em proposições teoréticas as depravações que se encontram na vida.

(Iota unum, p.28)

Nenhum comentário:

Postar um comentário