Pesquisar este blog

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Vergonha nacional: mais da metade dos padres em situação de concubinato


No blog italiano Chiesa e Post Concilio, escreve hoje o padre Ariel Levi di Gualdo acerca da Igreja no Brasil:

Boa noite, Igreja do Brasil, onde os padres que vivem em situação  irregular são tão numerosos, que já quase se aceita que os filhos de certos párocos sirvam a Missa com o papai padre.  Ou, como disse anos atrás o Sumo Pontífice a um arcebispo metropolitano brasileiro – que naquela mesma tarde me contou pessoalmente o caso depois desse encontro matinal – «Não é aceitável que as mulheres dos padres vivam diretamente nas casas canônicas com seus filhos». Respondeu desolado o arcebispo a essa sacrossanta admoestação do Romano Pontífice: « … mas se eu tivesse de punir canonicamente os padres que vivem em tais situações, eu teria de reduzir ao estado leigo uma média de cinco ou seis padres em cada dez». Nesse momento eles concordaram – ah, bendita diplomacia eclesiástica! – que pelo menos os filhos e as mulheres dos padres não  vivessem nas casas paroquiais.

O Santo Padre que me perdoe, mas continuo achando que antes de sair alegremente em missão para convidar os existencialmente periféricos para cear conosco, talvez fosse melhor consertar o cano de esgoto que está vazando no meio da sala. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário