Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Abolição do pecado


É inacreditável, mas é verdade.

A confusão doutrinal chegou a tal ponto com o papa Francisco, que é necessária uma intervenção especial de seu porta-voz para explicar aos fiéis boquiabertos que não é verdade que o papa tenha abolido o pecado.

Ou seja, embora argentino, o papa não acha que não existe pecado do lado de baixo do equador -  ou de cima.

Que a revogação de ponto tão fundamental da Fé cristã possa ser levada a sério pelos fiéis mostra o grau de escuridão e breu a que chegou a exposição da doutrina católica.

Doutrina cuja revelação nos custou a vida do Filho de Deus e sua horrorosa morte na Cruz, depois de torturado, humilhado, achincalhado.

Doutrina cuja defesa, transmissão e preservação custou o martírio e as tribulações de tantos e tantos e tantos santos ao longo dos séculos.

A confusão doutrinal é hoje absoluta e, o que é pior, o restabelecimento de nítidas balizas para o estudo do sagrado depósito da Fé não só não aparece entre as prioridades de Francisco, mas é até mesmo tida como perigosa e, pasmem, pelagiana!!!! Pelagiana !!!!! Herética !!!!!! Imaginem a cara de Santo Agostinho se ouvisse uma coisa dessas...

Pelo andar da carruagem, mais um pouco e teremos de recorrer ao mesmo porta-voz para sabermos que o papa não aboliu a existência de Deus.

Pelo menos por enquanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário