Pesquisar este blog

domingo, 27 de outubro de 2013

A ministra do exterior da Itália, as gargalhadas e o aborto


Num artigo de Corrispondenza Romana, conta Danilo Quinto como Emma Bonino, atual ministra dos negócios exteriores da Itália, descrevia a maneira pela qual se desfazia dos bebês por ela assassinados durante sua promoção do aborto clandestino naquele país, em 1975:

"Uso um vidro de marmelada de um quilo. As mulheres não estão nem aí se uso ou não algum recipiente comprado em loja de produtos medicinais. Pelo contrário, aquilo é um bom motivo para gargalhadas."

Não é preciso dizer que essa santa mulher continua ainda hoje a defender entusiasticamente o amplo e geral extermínio de bebês com patrocínio do Estado. Com a provável diferença de que os ultrapassados vidros de mamelada foram substituídos por saquinhos descartáveis, bem mais baratos e modernos, que podem ser lançados diretamente na privada. Mas a alegria continua a mesma.

Na foto acima, João Paulo II recebe Emma Bonino, ao centro, em 1986.

Nenhum comentário:

Postar um comentário