Pesquisar este blog

sexta-feira, 12 de abril de 2013

O Papa Francisco e o catolicismo self-service


Como vai a nossa fé? Está forte? Ou de vez em quando fica do tipo "água de rosas", uma fé mais ou menos? Quando aparecem as dificuldades, somos corajosos como Pedro ou um pouco mornos?... [Pedro nos  ensina que] a fé não pode ser negociada. Sempre houve, na história do povo de Deus esta tentação: cortar um pedaço da fé... [talvez só] um pouquinho... [mas] a fé é como a proclamamos no Credo... [É preciso superar] a tentação de ser "como todo o mundo", de não ser tão rígidos... [pois] aí começa um caminho que acaba na apostasia. Quando começamos a recortar a fé, a negociar a fé, um pouco a vendê-la a quem der mais, adentramos o caminho da apostasia, da infidelidade ao Senhor.


(Homilia da missa do sábado da oitava da Páscoa, pronunciada pelo Papa Francisco no Domus Sanctae Marthae, 6 de abril de 2013. Extraído do resumo publicado pelo Osservatore Romano.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário