Pesquisar este blog

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Sobre a hermenêutica da continuidade


Se não quisermos entrar em malabarismos teológicos, temos de aceitar a teologia da continuidade proposta pelo Papa Bento XVI, que propõe a leitura dos textos conciliares à luz da Tradição.
Não há outra saída.
Por outro lado, cumpre também reconhecer que há hoje uma ruptura entre a prática de vastos setores da Igreja e essa mesma Tradição com que se busca reatar. É uma questão de fato.
Portanto, se quisermos recuperar a continuidade da Tradição, teremos de romper com essa ruptura pós-conciliar. Não há outra saída.
Querer defender a hermenêutica da continuidade em relação ao Concílio e ao pós-Concílio é lutar contra os fatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário