Pesquisar este blog

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

A Terra e o Calvário


Seja qual for o mérito científico do trabalho apologético mais do que meritório de Robert Sungenis acerca de Galileu e Einstein, é certo que o geocentrismo é o estado normal da doutrina católica.
Mas ainda mais certo e mais fundamental é o caráter secundário do sensível na mesma doutrina: eis a lição do Santíssimo Sacramento.
A terra que está no centro é aquela onde se fincou a Cruz do Gólgota e onde se apoia o altar da Eucaristia: a meio caminho entre o tempo e a eternidade.

4 comentários:

  1. Luís, não era o Chesterton quem dizia que a Igreja têm respostas para perguntas que ainda não foram feitas? Me ocorreu essa idéia lendo vários documentos do site acima. Por sua culpa, perdi duas madrugadas! Realmente não tenho condições de debater nada. Me satisfaço, com um sorriso pequeno no canto da boca, o grande mistério suscitado aí. Estamos discutindo como será o braço perdido de Laocoonte, e ele só pode ser de duas formas. Deixo o mundo perder seu tempo com isso. Para mim basta admirar o que pode ser. Basta o mistério. Grato pela indicação.

    ResponderExcluir
  2. O Robert Sungenis é também Suigeneris. Tem um conhecimento abismal da Bíblia e a coragem para enfrentar praticamente sozinho todo o establishment científico acadêmico, com todas as suas relações escusas com os poderes deste mundo, pela manipulação ideológica que faz da ciência . Eu o invejo. Vale a pena também conhecer seu site catholicintl.com

    ResponderExcluir
  3. Pois é, foi com este mesmo site que eu perdi a segunda madrugada... ;)

    ResponderExcluir

  4. São dois sustos: primeiro pela ousadia das teses, segundo pela possibilidade de estar certo!

    ResponderExcluir