Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Relativismo e subserviência

Betto, Boff e Rede Globo
Foto Allan Calisto Cria Fotografia

Desde os seus primeiros balbucios no Renascimento e com força avassaladora desde as Luzes, o relativismo adora desfilar como o amigo da liberdade e da busca da verdade. Nada mais falso. O relativismo é a arte sofística de dobrar a Fé e a Moral ao ditado dos poderes deste mundo. Adaptar a mensagem evangélica aos "tempos" é na verdade tentar submetê-la às vontades dos poderosos de plantão. A quadratura do círculo.
Não é à toa que o relativismo forme a espinha dorsal - ou, mais precisamente, a falta de espinha dorsal - da hidra maçônica.
E quando sabemos que ele forma o coração do famigerado "espírito pós-conciliar", podemos ver a história recente da Igreja sob sua verdadeira luz. E avaliar quem são na verdade os Boffs, Arns e Bettos, darlings da NWO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário