Pesquisar este blog

domingo, 1 de julho de 2012

Luzes, sombras e eternidade


Uma fonte de luz puríssima. À sua frente, os homens. Alguns projetam na parede às suas costas uma sombra escura. Outros, de corpos transparentes, não projetam sombra nenhuma.

A luz é Deus, a transparência é o estado de graça, a parede é a eternidade, a sombra é a a ausência de Deus.

Beatus populus qui scit jubilationem, Domine: in lumine vultus tui ambulabunt.

Nenhum comentário:

Postar um comentário