Pesquisar este blog

quarta-feira, 25 de abril de 2012

O mal e a existência de Deus


Os que tentam refutar a existência de Deus omnipotente e sumo bem pela existência do mal confundem duas coisas: sofrimento ou dor e o mal propriamente dito. Se é inegável que haja dor no mundo, daí não se conclui que haja mal. Pois o mal é um conceito narrativo e só tem sentido numa história: seria o sofrimento final, não merecido e não recompensado. Ora, Deus, em sua infinita justiça, não permite a existência desse mal. O que nos faz ter a ilusão de que esse mal exista é a nossa perspectiva restrita de quem só tem uma visão limitada do todo, de quem não conhece o final da história. Enquanto não se tiver a história completa, não se pode provar que haja mal no mundo. O que garante a possibilidade de nossa Fé.
Assim, a existência de Deus não só não é refutada desse modo, como só Deus pode impedir que tal mal exista. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário