Pesquisar este blog

sábado, 21 de abril de 2012

Freud morreu, Marx morreu e Darwin não está se sentindo muito bem...


Marx, Freud, Darwin: os pilares da modernidade naturalista e ateia.

Freud morreu atropelado pelo caminhão das neurociências. Marx, desempregado, faz biscate para alguns intelectuais da extrema direita francesa, como Alain Soral. Só Darwin ainda se mantém na ativa, mas quem conhece o andamento da batalha entre neodarwinistas e a turma do Intelligent Design, sabe que isso não vai durar muito. O darwinismo está em fase terminal e só sobrevive graças a decisões da justiça, que proíbem o ensino do ID. Mas, como se sabe, na arena das batalhas teóricas, o recurso à lei para calar os opositores antecede de pouco a morte cerebral do recorrente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário