Pesquisar este blog

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Sobre a guerra, a evolução e a alquimia

Francisco I

Dizia Hegel que, em continentes onde há grandes espaços vazios, como a América, não há história, pois em situações de conflito, as duas partes podem simplesmente ir cada uma para o seu lado, havendo tanta terra livre por explorar.
Para haver guerra, é preciso haver amor e ódio. Como dizia Francisco I: "Eu e Carlos [o Imperador] concordamos em tudo. Ambos queremos Milão".
Encontramos em Empédocles de Agrigento considerações desse tipo, que estão na base da alquimia, que por sua vez serve de fundamento à Ideologia Inglesa, a qual se articula na física newtoniana, no evolucionismo de Darwin, na maçonaria corrupta e no capitalismo liberal, que emporcalham o mundo.
Mais sobre isso na revista Culture Wars de janeiro, do Dr. E. Michael Jones. Vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário