Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

As tenebrosas origens da Renovação Carismática


Pela primeira vez na gloriosa história da Igreja, um movimento que reivindica a identidade católica ostenta inequívocas origens protestantes. E que origens! Nada menos do que o que de pior o furor sectário dos filhos de Lutero  produziu desde a afixação das 95 teses nas portas da igreja de Wittenberg.

Para  os interessados em conhecer a frondosa árvore genealógica das heresias que abriram caminho para o surgimento da RCC, recomendo a leitura do livrinho de Brian Hughes, History of Charismatic Movement, que pode ser encontrado aqui, e de seu What Spirit is This - A Treatise on the Charismatic Movement, que pode ser lido aqui. Apesar de certas ingenuidades e erros, sobretudo no que se refere aos heréticos e heterodoxos católicos, Brian Hughes fez um bom trabalho ao exibir uma visão panorâmica do rio de heresias que desemboca na RCC, desde os montanistas até o neopentecostalismo americano, passando por anabatistas, wesleyanos e outras monstruosidades teológicas:


"Pois esses sui-generis "católicos neopentecostais", que tanto se esforçam para reconciliar a essência de seu pentecostalismo com a plenitude da verdade tal como possuída e proclamada contínua e indefectivelmente pela Igreja Católica, vão uma hora ter de enfrentar o problema da história e origem do pentecostalismo e do chamado "movimento carismático ecumênico" (que é, afinal, seu indubitável ponto de origem) e suas errôneas ideias acerca da verdadeira natureza dos "carismas" e seu verdadeiro lugar na vida da Igreja. Terão também por fim de reconhecer o falso irenismo praticado pelos líderes do movimento, baseado numa suposta "unidade no Espírito" que é, na realidade, a subordinação das verdades da revelação, das Divinas Verdades contidas nas Escrituras e na Tradição e ensinadas com autoridade pela Igreja ao longo de toda a sua história, a uma experiência compartilhada, subjetiva e espiritualmente dúbia, chamada em geral de "Batismo no Espírito", e mais todos os fenômenos concomitantes que ela envolve. Se estas palavras parecem duras, ainda mais duro contra a verdade católica é o que é sugerido por muitos líderes do movimento carismático radical - a ideia de que esta geração possui, em virtude da "efusão" ou "última chuva", uma plenitude do poder do Espírito que foi um tanto mitigada ou oculta (depois da Igreja Apostólica) em épocas  anteriores da história da Igreja - para manifestar-se de novo apenas como um "Novo Pentecostes", tal como articulado pelos movimentos pentecostal e carismático do século XX."

Sábias e incontornáveis palavras.

Um comentário:

  1. SEITAS NEO PENTECOSTAIS OU RCC?

    Havia 1 grupo supostamente RCC não passando de seita neo-pentecostal evangélica, ou centro espírita disfarçado de Igreja Católica, praticando pretensos exorcismos e outras digressões religiosas, por sinal denunciado à RCC 3 vezes; os dirigentes que seriam pessoas sérias, chamaram-nos à atenção por 3 vezes e saíram de lá "por estarem serem perseguidos por forças ocultas".

    Alguns dias após à saída, apurei com vizinhos e não contaram para onde iriam, receando novas denúncias à direção... V sabe que satanás tem predileção especial de subverter os verdadeiros católicos transformando-os em cismáticos ou hereges, seus artífices, sem citar o sem números de católicos de fé mal formada ou deformada, coadjuvado por vários sacerdotes teelistas, relativistas e apóstatas, infestando ainda mais o mundo atual, ex.: pe Fábio de Melo etc., idem as seitas aparentando evangélicas, porém doutrinário-relativistas às centenas em galpões, a quase totalidade "cangerês", disfarçados de reuniões de evangelismo, colaborando na dispersão ainda mais.
    Se acaso essas reuniões de RCC desobedientes das instruções da Igreja de como devem procederem em contrário às reuniões, por ex., serão apenas seitas neo pentecostais disfarçadas de católicas romanas.

    É bom notar que a Igreja está super infiltrada desde a década de 30 por Stálin e outras sociedades secretas agindo em seu interior, inclusive nas altas hierarquias.
    Há também a prática do nefasto Marxismo Cultural, TL e asseclas, transformando sua doutrina em socialismo, camuflado de interpretações doutrinárias subvertidas, quase imperceptíveis às pessoas e idem muitas interpretações fraudulento-sectárias do V II.

    A "Bíblia. Edição Pastoral" da Paulus, dos pes Ivo Storniolo e Euclides M Balancin é (per)versão TL.

    ResponderExcluir