Pesquisar este blog

sábado, 17 de setembro de 2011

Poucos mas bons ou muitos mas ruins?


Muitos católicos, mas ruins, ou poucos, mas bons?
Velho dilema que sempre reaparece na história da Igreja.
O curioso na alternativa é que a primeira opção, aparentemente menos exigente, pode ser a mais mística, pois daria maior peso ao sacramento em si. Mas este raramente é o caso, como sabemos pela experiência cotidiana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário