Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de maio de 2011

Strauss-Kahn, o maçom "socialista" de confiança dos grandes bancos, enfim em cana!

Meritíssima Juíza Melissa C. Jackson

Este blog quer prestar homenagem à juíza Melissa C. Jackson, do Tribunal Criminal da cidade de Nova York, responsável por uma das mais belas e comoventes cenas  a que este vosso servo teve oportunidade de assistir nos últimos tempos.

Não é todos os dias que vemos atrás das grades um gangster como Dominique Strauss-Kahn (agora Strauss-Kahna). Nem é todos os dias que vemos uma juíza com a honestidade e a coragem suficientes para pôr em cana um figurão desses. Não é preciso muita imaginação para saber o que teria acontecido se o iluminado serial rapist tivesse sido julgado por um membro do STF...

O mais engraçado é que esse meliante, alta figura da maçonaria mundial, diretor geral do FMI, homem de confiança das altas finanças internacionais, era, até ser preso, o candidato favorito à presidência da república nas próximas eleições francesas.

Adivinhem por qual partido.

O Partido Socialista, é claro! Strauss-Kahn é um homem de esquerda! Make no mistake! Aliás, a esquerda francesa está indignada com o comportamento da juíza americana. Haverá algo mais antidemocrático e fascista do que pôr em cana um bilionário tarado pego em flagrante violentando uma reles camareira de hotel, negra, pobre e provavelmente cristã?

Tudo isso, é claro, não surpreenderia muito os velhos teóricos da direita, que há mais de um século denunciam a manipulação da política pelas altas finanças, sob o disfarce da "esquerda". Só que antigamente as coisas eram um pouco menos óbvias, e normalmente os partidos "socialistas" e "comunistas" faziam questão de colocar entre o público e seus patrões algum sindicalista ou "intelectual", para tornar a comédia menos óbvia.

Hoje não precisam mais. O trabalho de bestialização da população já está adiantado o bastante para possibilitar que os Strauss-Kahns da vida assumam o poder sem intermediários.

Um pouco de transparência, enfim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário