Pesquisar este blog

sábado, 1 de janeiro de 2011

Massillon e o pequeno número de eleitos

Massillon

Jean-Baptiste Massillon (1663-1742), bispo e grande orador francês, pregou na juventude este sermão numa igreja de Paris, antes de ser chamado para ser o orador do rei Luís XIV, o Rei Sol. Este trecho foi considerado pelo mesmo Voltaire, grande inimigo da Igreja, o maior trecho de retórica dos tempos modernos. O efeito sobre os presentes, contam as testemunhas, foi arrepiante:

Suponho que esta é a vossa última hora e o fim do universo; que os céus vão abrir-se sobre vossas cebeças, Jesus Cristo aparecer em Sua glória no meio deste templo e que estais reunidos apenas para aguardá-Lo e como criminosos trêmulos aos quais se vai pronunciar ou uma sentença de graça ou uma sentença de morte eterna: pois por mais que vos gabeis, morrereis como sois hoje: todos esses desejos de mudança que vos divertem, vos divertirão até o leito de morte; esta é a experiência de todos os séculos; tudo o que encontrareis de novo em vós talvez seja uma conta um pouco maior do que a que teríeis de prestar hoje; e com base no que seríeis se viessem julgar-vos agora, podeis quase decidir o que vos acontecerá ao sairdes da vida.



Ora, eu vos pergunto, e vos pergunto cheio de pavor, não separando aqui a minha sorte da vossa e me pondo na mesma disposição em que desejo que entreis; pergunto-vos então: se Jesus Cristo aparecesse neste templo, no meio desta assembleia, a mais augusta do universo, para nos julgar, para fazer o terrível discernimento entre os bodes e as ovelhas, credes que a maioria de todos nós aqui fosse colocada à direita? Credes que as coisas ficassem pelo menos iguais? Credes que se encontrassem pelo menos os dez Justos que o Senhor não conseguiu outrora encontrar em cinco cidades inteiras? Eu vos pergunto, vós o ignorais, eu mesmo o ignoro; só Vós, ó Deus, conheceis os que Vos pertencem; mas se não conhecemos os que Lhe pertencem, pelo menos sabemos que os pecadores não Lhe pertencem. Ora, quem são os fiéis aqui reunidos? Os títulos e as dignidades não devem ser levados em conta; sereis despojados deles diante de Jesus Cristo: quem são eles? Muitos pecadores que não querem converter-se; um número ainda maior dos que querem, mas adiam a conversão; muitos outros que só se convertem para tornar a cair; por fim, os inúmeros que creem não precisar converter-se: eis o partido dos reprovados. Arrancai esses quatro tipos de pecadores desta assembleia santa; pois eles serão arrancados em plena luz do dia: aparecei agora, Justos; onde estais? Restos de Israel, passai à direita; fromento de Jesus Cristo, separai-vos dessa palha destinada ao fogo. Ó Deus! Onde estão vossos eleitos? E o que resta para vossa partilha?

(Massillon, Petite Carême, Plon, 1887, p. XV-XVIn. Traduction par Yours Truly.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário