Pesquisar este blog

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Madre Clelia Merloni e a teologia do vai-que-é-mole





Li recentemente um livrinho sobre a vida de Madre Clelia Merloni, admirável fundadora das Irmãs Missionárias Zeladoras do Sagrado Coração de Jesus, e resolvi dar uma espiada no Google para ver que fim teria levado a obra dessa santa mulher em nossos tristes tempos. temia que, como tantas outras congregações, a de Madre Clelia também tivesse sido engolida pelas vagas de apostasia que têm varrido sistematicamente terras antes católicas.


Dei com o website www.apostolas.org.br e nele com a seguinte pérola:


SER FELIZ! É SER SANTO! DEUS NOS AMA DO JEITO QUE SOMOS!
Para ser santo eu não preciso deixar de sair com meus amigos ou parar de fazer coisas que gosto ou que acho certo...



Talvez fosse até melhor que a Congregação de Madre Clelia tivesse realmente fechado as portas.
Pelo menos não estariam usando os frutos de seu trabalho para difundirem essa porcaria de "catolicismo" sem nenhuma noção de espiritualidade nem senso de ascetismo e mortificação. Imagino a cara que ela faria ao saber que sua congregação acabaria pregando uma teologia hedonistinha e vagabunda dessas.


Claro, pode fazer o que quiser, Deus não está nem aí, ele quer mais que você se divirta mesmo.
Manda bala! Pedofilia? Por que não??? Se você se sente feliz com isso, se acha que está certo, pedofilia é coisa santa!!!


Kyrie eleison. Christe eleison. Kyrie eleison.

2 comentários:

  1. Realmente que Deus tenha misericórdia de você, Luís... e de todos os que divulgam "meias verdades" na internet e em outros meios de comunicação.
    Quem sabe se você conhecesse a fundo o trabalho das Irmãs Apóstolas não espalharia essas bobeiras que você escreveu. Mesmo porque criticar é fácil... difícil é colocar a mão na massa e dedicar a vida pelo Reino que Jesus pregou e pelo qual deu a vida.
    Por que em vez de ficar criticando, você não se mete no meio dos pobres e não faz alguma coisa por eles... aí sim, acho que Deus vai ficar mais contente.
    E só para tirar a dúvida... o que tem a ver a espiritualidade de M.Clélia, o trabalho da sua congregação e esse negócio da pedofilia que vc postou em seu blog?
    Nada a ver...

    ResponderExcluir