Pesquisar este blog

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Ainda é possível escrever música sacra digna do nome - Franz Biebl



O conjunto vocal Chanticleer interpreta a Ave Maria de Franz Biebl (1906-2001).

Biebl , nascido na Baviera, foi professor de teoria musical e de canto no Mozarteum de Salzburgo. Depois da segunda guerra, estabeleceu-se na cidade bávara de Fürstenfeldbruck, onde foi regente do coro local.

Proponho o seguinte para que a música sacra católica no Brasil saia do coma prolongado em que se encontra desde a reforma litúrgica e do surgimento do gospel carismático: todo compositor que queira ver sua música cantada numa igreja deve ouvir esta Ave Maria pelo menos 5 vezes  em seguida. Depois disso, deve refletir durante duas horas se a obra que pretende divulgar não constitui ofensa à Mãe de Deus por oferecer a ela obra de nível notoriamente inferior aos padrões já alcançados pela música sacra de outros compositores católicos contemporâneos, como Biebl, uma vez que jamais se oferece a quem se ama um dom de qualidade inferior.

Depois disso, o que já excluiria cerca de 99,999999% das composições dos autores carismáticos de bom senso e boa fé, se o compositor ainda persistir em seu projeto, deve entregar a partitura de sua composição a uma banca composta por pessoas notoriamente competentes em matéria musical e litúrgica, para apreciação. Depois disso, se aprovada, a música estaria liberada para execução.

Creio que com este tratamento a música sacra no Brasil poderia em pouco tempo deixar a UTI e respirar sem auxílio de aparelhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário