Pesquisar este blog

domingo, 12 de setembro de 2010

Cilada contra o Papa: Missa "católica" gay em Londres

Igreja de Nossa Senhora da Assunção e São Gregório, Soho

Chefe e guia da Igreja visível em sua caminhada pelas trevas do mundo rumo ao Reino, cabe ao Papa muitas vezes  ter de enfrentar as ciladas armadas pelo inimigo na estrada do rebanho de Cristo.

Na visita pastoral do Santo Padre à Inglaterra, não será diferente.

Como sempre, os lobos se vestirão de cordeiros e, bem orquestrados pela grande mídia,  tentarão posar de santos mártires perante a população manipulada.

Já começam a pipocar por toda parte na imprensa  organizações "católicas dissidentes" perseguidas pelos "tradicionalistas", guiados pelo Papa.

É o caso agora da sacrílega missa católica gay rezada na igreja de Nossa Senhora da Assunção e São Gregório, no Soho, bairro londrino.

A tática usada para armar a cilada foi a seguinte: ensina a Igreja que os homossexuais celibatários, que levem uma vida de castidade, podem ter acesso aos sacramentos. Até aí, tudo perfeitamente certo. A partir daí, formou-se um grupo de gays pretensamente católicos e celibatários,  que passou a reivindicar o direito de celebrar sua própria Missa, pedido aceito pelo então arcebispo de Westminster, Cormam Murphy-O'Connor, certamente ludibriado em sua boa fé.

Well. Passados 3 anos, hoje já ficou mais do que claro que os membros do grupo nada têm de celibatários , nem têm planos de sê-lo, pelo menos nos próximos milênios. E como já têm "direitos adquiridos", está criado o impasse. Quem quer que mexa na missa, sofrerá um vendaval de críticas da mídia dominada pelo lobby gay, certamente o real patrocinador daqueles estranhos paroquianos.

O atual arcebispo, Vincent Nichols, preferiu  não se meter. Disse estar simplesmente oferecendo cuidados pastorais a um grupo de fiéis que o solicitam. O que levanta certos problemas, como recorda William Oddie, do Catholic Herald.: "A questão, porém, é a seguinte: será certo descrever como 'cuidados pastorais' o apoio sustentado e não-crítico a um 'estilo de vida' que segundo os ensinamentos da Igreja é gravemente pecaminoso? E ao fazer isso, não estará colocando-se ele mesmo sob julgamento? Seria bom que o Arcebispo meditasse sobre Lucas, 17: 'É inevitável haver escândalos, mas ai de quem os causar' (versículo 1). E o que dizer do versículo três: '... se o teu irmão pecar, repreende-o e se ele se arrepender, perdoa-o'. Isto também é parte fundamental dos 'cuidados pastorais'."

Com a visita do Papa, a grande mídia já começa a se aproveitar da situação.  Bom exemplo é este vídeo produzido pela BBC e difundido no Brasil pela Uol, onde os sodomitas do Soho posam de santinhos ameaçados pelo lobo Bento XVI.

É esta a bomba que o Sucessor de Pedro terá de desarmar durante a visita a Londres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário