Pesquisar este blog

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

A essência da atual barbárie, segundo John C. Wright

"A síntese e substância de tudo o que precede é que, para os Modernos, o mau é bom e o bom é mau. A virtude é vício. Feiúra é beleza. Mentiras são a Verdade. Os homens são animais e os animais são homens; os homens são mulheres; os adultos são crianças; a castidade é indecente e a indecência é decente. Tudo é nada e Nada é tudo o que há. A é não-A.
"Este erro é fundamentalmente filosófico: a Modernidade é a primeira idade histórica sem crenças metafísicas, salvo, talvez, um materialismo autocontraditório e grosseiro.
"Sem metafísica, não há mais nenhuma coerência na filosofia."
Sábias palavras de John C. Wright, católico, escritor de ficção científica e filósofo, inédito no Brasil, é claro, dada a lucidez e a clarividência das editoras católicas brasileiras.
Dificilmente se poderia resumir melhor.
Aqui o original. Tradução de Yours Truly.

Nenhum comentário:

Postar um comentário