Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Escalada no número de eutanásias na Holanda

Representante do governo holandês exibe o kit eutanásia

Do Catholic Herald.

O número de eutanásias praticadas na Holanda teve um crescimento de 13% no ano passado, num total de 2636 pessoas assassinadas com o auxílio do governo.

Segundo a lei do país, a eutanásia só poderia ser praticada em pacientes com dor insuportável e devidamente informados, após consulta a dois médicos. A lei, ora a lei. Como tantas vezes acontece no Brasil, a lei não "pegou" e vem sendo interpretada de modo  cada vez mais "liberal".

Segundo grupos contrários á eutanásia, o aumento no número de casos se deve principalmente à falência do programa de cuidados paliativos do governo holandês, que estaria muito pouco interessado em aliviar a dor dos pacientes e mais interessado em dar ao problema uma solução mais definitiva.

A Holanda foi o primeiro país a liberar a eutanásia depois da queda do III Reich nazista.

Para quem conhece a história do país, isso não é de espantar. Há séculos a Holanda vem sendo a maior exportadora e difusora de porcarias do mundo, como a prostituição ampla, geral e irrestrita, e o comércio em grande escala de drogas de toda espécie, entre outras enormidades que clamam igualmente aos céus.

Coincidentemente, foi o país onde a Igreja foi mais perseguida desde o século XVI.

Kyrie eleison, Christe eleison, Kyrie eleison.

Nenhum comentário:

Postar um comentário