Pesquisar este blog

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Batalha contra padres pedófilos é na verdade uma batalha para eliminar o Cristianismo

Francesco Agnoli


Trava-se na Europa há tempos uma batalha contra a sua história e contra as suas raízes. Batalha cada vez mais grotesca, porque apresenta os arautos do niilismo a combaterem uma santa cruzada contra os padres pedófilos. Não, vejam bem, para se livrarem deles, como é justo, mas para se livrarem, tout court, do cristianismo e mesmo, de modo relativista, também da ideia de bem e de mal.

A Europa que apostata a cada dia, quer mostrar nobres justificativas para isso, para não perder a pose;
a Europa que massacra os próprios filhos no útero materno, aos milhões; que destrói as crianças já nascidas combatendo a cada dia a  família; 
a Europa que faz experiências com os embriões, que comercia óvulos e espermatozoides como se fossem bombons, que tenta clonar o homem, massacrando centenas de seres humanos em seu estado inicial, que engravida as mulheres single e  os casais homossexuais, negando aos filhos que nasceram o pai ou a mãe… 
a Europa, o Ocidente, que permitem as mães-avós, que fazem nascer filhos já órfãos com a fecundação post mortem, que congelam os embriões sob nitrogênio líquido e jogam na lama a vida de milhões de crianças com o sexo precoce, a pornografia, o escândalo contínuo; que “ajudam” os países pobres com  preservativos e com o aborto; que veem crescer a cada dia o número de esterilizações, os hotéis e as colônias de férias onde são verboten as crianças; 
a Europa que destina à eutanásia crianças doentes e que anestesia e lobotomiza seus filhos com a TV, com o período integral, com a realidade virtual,  e com mil outros subterfúgios, para não se aborrecerem…

Pois bem, esta Europa inimiga das crianças, criança-fóbica, deficiente-fóbica, famílio-fóbica, finge combater em defesa dos menores, se esta batalha servir para difamar a Igreja como um todo, como instituiçãoe, como história, como tudo. 


(segue)


Traduzido e adaptado de um artigo de Francesco Agnoli publicado no site da Una Vox.
Leia o artigo inteiro aqui (italiano).
Leia aqui o comentário de Una Vox sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário